Publicado em 08 jan 2019

As perspectivas sobre a reforma da previdência

Redação

O Brasil gasta mais de 13% do PIB em previdência e para o ano de 2018 foi apurado um déficit (contribuições menos despesas pagas) em mais de 200 bilhões de reais.

diana

Diana Vaz de Lima

O novo presidente do Brasil mal tomou posse e a reforma da previdência já está em sua pauta de prioridades. Os números impressionam e explicam o motivo de tanta preocupação: o Brasil gasta mais de 13% do PIB em previdência e para o ano de 2018 foi apurado um déficit (contribuições menos despesas pagas) em mais de 200 bilhões de reais.

Só no ano de 2017, foram estimados mais de 100 bilhões de reais de sonegação e uma renúncia contributiva de mais de 40 bilhões de reais. Mais de 450 bilhões de reais não foram recebidos ao longo dos anos (dívida ativa). Relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) aponta que um em cada dez benefícios previdenciários é pago com erro ou fraude.

As mudanças que estão sendo discutidas afligem milhões brasileiros que ainda veem o sistema de previdência como a garantia de um futuro seguro e uma velhice tranquila. Muitas são as especulações sobre o tema, e os especialistas se dividem sobre o melhor caminho a ser traçado.

...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica