Publicado em 01 Dec 2020

A conformidade da proteção contra incêndio por chuveiros automáticos

Redação

Um chuveiro automático é um dispositivo para supressão ou controle de incêndios que funciona automaticamente quando seu elemento termossensível é aquecido à sua temperatura de operação ou acima dela, permitindo que a água seja descarregada sobre uma área específica. Em consequência, os sistemas de chuveiros automáticos é um sistema integrado de tubulações aéreas e subterrâneas alimentado por uma ou mais fontes de abastecimento automático de água para fins de proteção contra incêndio. A parte do sistema de chuveiros automáticos acima do piso consiste em uma rede de tubulações dimensionada por tabelas ou por cálculo hidráulico, instalada em edifícios, estruturas ou áreas, normalmente junto ao teto, à qual são conectados chuveiros automáticos segundo um padrão regular, alimentado por uma tubulação que abastece o sistema, provida de uma válvula de controle e dispositivo de alarme. O sistema é ativado pelo calor do fogo e descarrega água sobre a área de incêndio. O controle de incêndio é a limitação do tamanho de um incêndio pela descarga de água, de modo a reduzir a taxa de liberação de calor, pré umedecer materiais combustíveis adjacentes e controlar a temperatura dos gases no teto para evitar danos estruturais e a supressão de incêndio redução drástica da taxa de liberação de calor de um incêndio e prevenção de seu ressurgimento pela aplicação direta de quantidade suficiente de água por meio de coluna de gases ascendentes gerados pelo fogo até atingir a superfície incendiada do material combustível. Deve-se conhecer os requisitos mínimos para o projeto e a instalação de sistemas de proteção contra incêndio por chuveiros automáticos, incluindo as características de suprimento de água, seleção de chuveiros automáticos, conexões, tubos, válvulas e todos os materiais e acessórios envolvidos em instalações prediais.

Da Redação –

Um sistema de tubo molhado possui chuveiros automáticos fixados a uma tubulação que contenha água e conectada a uma fonte de abastecimento, de maneira que a água seja descarregada imediatamente pelos chuveiros automáticos, quando abertos pelo calor de um incêndio. Nesses sistemas, nas válvulas de governo e alarme, um manômetro deve ser instalado acima e outro abaixo de cada válvula. Os manômetros devem ter fundo de escala de no mínimo o dobro da pressão do sistema no ponto em que forem instalados, e devem ser instalados de modo a poderem ser removidos.

Todo sistema de tubo molhado deve ter uma válvula de alívio de no mínimo 12,7 mm, regulada para operar a no máximo 1,21 MPa. Preferencialmente está válvula deve ser instalada na coluna principal de alimentação, imediatamente acima da válvula de governo e alarme. Nos casos em que a pressão máxima do sistema for maior que 1,14 MPa, a válvula de alívio deve abrir 70 kPa acima da pressão máxima do sistema. É permitida a utilização de sistemas de tubo molhado para a alimentação de sistemas auxiliares do tipo ação prévia ou dilúvio.

A válvula automática d...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica