Publicado em 05 Jan 2021

A construção e os ensaios dos equipamentos para atmosferas explosivas

Redação

A atmosfera explosiva é uma mistura com ar, sob condições atmosféricas, de substâncias inflamáveis na forma de gás, vapor ou poeira, os quais, após ignição, permitem a autossustentação da propagação. Já a atmosfera explosiva de poeira é uma mistura com ar, sob condições atmosféricas, de substâncias inflamáveis em forma de poeira, as quais, após ignição, permitem a autossustentação da propagação. A de gás é uma mistura com ar, sob condições atmosféricas, de substâncias inflamáveis na forma de gás ou vapor, as quais, após ignição, permitem a autossustentação de propagação da chama. Uma mistura explosiva de ensaio é aquela especificada utilizada para ensaio de equipamento para atmosferas explosivas de gás. Uma fonte de ignição potencial para grandes máquinas e conversores de motores de qualquer tamanho pode ser o mancal ou escova centelhante devido ao modo de tensão comum (CMV - Common Mode Voltage) ou correntes circulantes no eixo. A tensão induzida ou acoplada ao eixo da máquina pode resultar em uma corrente com uma magnitude limitada pela impedância do filme lubrificante no mancal. A tensão no eixo é tipicamente considerada como uma tensão em um capacitor carregado, com a capacitância fornecida pelo rotor, estator e mancal. Quando o potencial do eixo através do filme lubrificante atinge sua tensão de ruptura dielétrica, ocorre uma descarga. A descarga pode causar corrosão no rolamento. A falha do rolamento pode causar aquecimento do rolamento. Um dispositivo de ligação do eixo que conecta o eixo da máquina ao mesmo potencial que o chassi da máquina próximo ao rolamento pode ser instalado no interior ou no exterior da máquina para ajudar a prolongar a vida útil dos rolamentos essencialmente curto-circuitando o capacitor, minimizando o arco no rolamento e prolongando a vida útil do rolamento. Os dispositivos de fixação de eixo ou rolamentos, instalados dentro de um tipo de proteção “d” ou “p” de máquina ou invólucro, não representam uma fonte de ignição para uma atmosfera explosiva circundante. Os dispositivos de fixação do eixo ou rolamentos instalados dentro ou fora de uma máquina do tipo de proteção “e”, ou fora de um tipo de proteção “d” ou “p”, podem apresentar um risco de ignição que deve então ser minimizado. Deve-se entender os parâmetros especifica os requisitos gerais para construção, ensaios e marcação de equipamentos “Ex” e componentes “Ex” destinados à utilização em atmosferas explosivas. As condições atmosféricas padronizadas (relativas às características de explosão de uma atmosfera) sob as quais pode ser assumido que os equipamentos “Ex” podem ser operados são: temperatura de ?20 °C a + 60 °C; pressão de 80 kPa (0,8 bar) a 110 kPa (1,1 bar); e ar com concentração normal de oxigênio, tipicamente 21% v/v.

Da Redação – 

Uma atmosfera potencialmente explosiva existe quando uma mistura de gases do ar, vapores, névoas ou poeiras se combinam de uma forma que pode inflamar sob certas condições operacionais. Os equipamentos e sistemas de proteção destinados ao uso em atmosferas potencialmente explosivas abrangem uma gama de produtos, incluindo aqueles utilizados em plataformas fixas offshore, plantas petroquímicas, minas e moinhos de farinha, etc.

As condições atmosféricas são comumente referidas como temperaturas e pressões ambientais, ou seja, temperaturas de –20 ° C a 40 ° C e pressões de 0,8 a 1,1 bar. Muitos locais de trabalho podem conter ou ter atividades que produzem atmosferas explosivas ou potencialmente explosivas. Os exemplos incluem locais onde as atividades de trabalho criam ou liberam gases ou vapores inflamáveis, como pulverização de tinta para veículos, ou em locais de trabalho que manuseiam poeiras orgânicas finas, como farinha de grãos ou madeira.

As atmosferas explosivas ocorrem quando os gases inflamáveis, névoa, vapores ou poeira são misturados com o ar. Isso cria um risco de explosão. A quantidade de...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica