Publicado em 17 Mar 2020

Os isolantes térmicos de sílica diatomácea e de lã de rocha

Redação

O diatomito, também chamado de terra de diatomáceas, é uma rocha sedimentar biogênica que se forma pela deposição dos restos microscópicos das carapaças de algas diatomáceas em mares, lagoas e pântanos. Origina depósitos estratificados ou maciços. Pode ser usado como isolante térmico e acústico. Já a lã de rocha é um tipo de fibra, extraída de rochas basálticas especiais e de outros minerais. É indicada para o isolamento acústico ou isolamento térmico, por isso é muito utilizada em vários setores da indústria, como na construção civil. Deve-se conhecer as características materiais para isolamento térmico em peças pré-moldadas de sílica diatomácea e dos flocos termoisolantes à base de lã de rocha.

isolante2

Da Redação – 

Segundo o Serviço Geológico do Brasil (CRPM), as diatomáceas são algas unicelulares, microscópicas, plantônicas, cobertas por carapaça de sílica hidratada, ou seja, com a composição da opala. São principalmente marinhas, mas podem ocorrer também em lagoas de água doce. As diatomáceas mais encontradas no diatomito são dos seguintes gêneros: eunotia, frustulia, pinnularia, navicula, nitzschia, anomoeneis, melosira, epithemia, cymbella e fragilaria.

 



O diatomito é muito poroso, leve (flutua na água se não estiver saturado dela), absorvente e fino, além de pulverulento, quebradiço, insolúvel em ácidos (exceto no ácido hidrofluorídrico), mas solúvel em bases fortes. É insípido, inodoro, terroso e tem ponto de fusão alto: de 1400 °C a 1650 °C. Possui a propriedade de absorver quatro vezes seu peso em água. As partículas que o compõem têm alta dureza, mas, devido à alta porosidade, é uma rocha de dureza baixa. É quimicamente inerte em muitos líquidos e gases, tem baixa co...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica