Publicado em 10 Mar 2020

Impressão 3D: solução para reduzir a estocagem de peças de reposição para o transporte ferroviário

Redação

A impressão 3D já é, há algum tempo, uma ferramenta de nível industrial. No caso do setor de transporte ferroviário, os fabricantes devem utilizar a tecnologia cada vez mais para, principalmente, garantir o estoque de peças de reposição de seus produtos.

soares

Anderson Soares

Na próxima década, a manufatura aditiva se tornará parte indispensável das operações dos principais fabricantes do setor de transporte ferroviário. Essa previsão leva em consideração que, nas últimas três décadas, a tecnologia amadureceu e a gama de possíveis aplicações foi consideravelmente ampliada.

 



A impressão 3D já é, há algum tempo, uma ferramenta de nível industrial. No caso do setor de transporte ferroviário, os fabricantes devem utilizar a tecnologia cada vez mais para, principalmente, garantir o estoque de peças de reposição de seus produtos. Isso não quer dizer que uma impressora 3D substituirá todo o inventário de peças, uma vez que há muitas partes de uma locomotiva ou trem de passageiros que não são viáveis para impressão em 3D.

No entanto, nos últimos anos, a tecnologia percorreu um longo caminho, e agora é possível imprimir quase qualquer elemento em diversos tipos de materiais - de metais a polímeros que atendem aos requisitos de fogo, fumaça e toxic...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica