Como sua empresa se relaciona com o meio ambiente?

Diariamente estamos causando impacto ambiental, isso é inevitável. O ponto é: precisamos focar em eliminar, diminuir ou compensar os reflexos das ações humanas. Isso serve especialmente para as indústrias e segmentos de infraestrutura.

leo

Leo Cesar Melo

Nos últimos meses a pauta ambiental ganhou as manchetes em todo o país. Primeiro a partir das queimadas ocorridas na região da Amazônia Legal, que levantou o debate da preservação x produtividade. Depois, o desastre com as manchas de óleo em todo o litoral do Nordeste, ainda sendo remediado pela população e autoridades.

Em São Paulo, o anúncio do projeto Novo Rio Pinheiros foi outro a trazer temas ambientais para o debate, ao lembrar da importância da coleta e tratamento de esgoto para garantir a qualidade da água na maior concentração urbana do hemisfério sul. Então, fica a pergunta: como a sua empresa lida com as questões ambientais?

Aplicamos essa mesma questão em nossa pesquisa de Prioridades Ambientais dos setores da Indústria, Infraestrutura e Serviços no Brasil, com a participação de 80 empresas de diferentes portes, traduzida em como os projetos ambientais ligados ao processo produtivo se encaixam no planejamento das organizações. Para 46% das empresas respondentes, estes são projetos estratégicos, ou seja, há metas previstas no mapa estratégico da empresa considerando resultados de médio e longo prazo.

As demais tratam essas demandas de forma pontual (35%) ou emergencial (19%). A conclusão, portanto, é que mais da metade dos participantes não tem o meio ambiente mapeado em sua estratégia.

Diariamente estamos causando impacto ambiental, isso é inevitável. O ponto é: precisamos focar em eliminar, diminuir ou compensar os reflexos das nossas ações. Isso serve especialmente para as indústrias e segmentos de infraestrutura.

Recursos importantes para a manutenção do modelo de negócios de diversos segmentos dependem, e muito, do bom relacionamento com o meio ambiente. A água talvez seja atualmente o recurso natural com mais entendimento de sua importância.

Mas, se não cuidamos da qualidade do ar, não fizermos uso consciente de matéria-prima, não diminuirmos a quantidade de resíduos descartados em aterros, entre outras ações, estaremos fadados a fracassar como humanidade não só do ponto de vista ambiental, como econômico e social também.

Leo Cesar Melo é CEO da Allonda Ambiental – marcopaulo@libris.com.br



Categorias:Opinião, Qualidade

Tags:, , , ,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: