Publicado em 01 Sep 2020

Os benefícios de um ecossistema colaborativo

Redação

Salvo a questão de segurança sanitária, a lógica da colaboração robótica traz vantagens muito importantes para o fator de negócios. Duas delas são consideradas as o mais importantes: fácil usabilidade e flexibilidade. Isso porque são facilmente integráveis, o que torna os cobots simples de manipular tanto por especialistas, como também por funcionários do próprio negócio, após uma qualificação simplificada realizada pelos próprios fornecedores.

Denis Pineda – 

A economia colaborativa tem sido tema de estudo nos mais diversos segmentos ao longo dos últimos anos e era inclusive, visto por muitos estudiosos como uma das tendências mais importantes da próxima década. Segundo um relatório divulgado pela PWC, empresa de prestação de serviços em auditoria, consultoria tributária e societária e consultoria de negócios, no início de 2020, a perspectiva era que esse tipo de economia deveria movimentar mais de 300 bilhões de dólares até 2025. E então, a pandemia aconteceu e derrubou todas as previsões que existiam até aqui.

Agora, conforme a situação caminha para uma estabilização algumas pessoas afirmam que a necessidade do isolamento trouxe também o declínio desse fenômeno. Porém, acredito que essa afirmação só é verdade se olharmos para a lógica colaborativa tradicional, com soluções como o cruzamento de dados, matches, inteligência artificial e geolocalização. O caminho, a meu ver, está em apostarmos em um modelo híbrido, com um mecanismo em que homens e máquinas não apenas coexistam, mas também trabalhem juntos, de forma que colaborem para uma maior produtividade, economia e segurança nas empresas.

E hoje, eu posso afirmar: esse processo já está acontecendo! E digo mais: nesse momento pós-pandemia, o ecossistema de colaboração tem tudo para crescer ainda mais, principalmente dentro da indústria, mas também fora dela. Isso porque os robôs colaborativos, conhecidos como cobots, ...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica