Publicado em 16 Feb 2021

Os prejuízos dos carrapatos na pecuária bovina

Redação

A infestação provoca perdas de mais US$ 3 bilhões por ano ao setor devido às perdas na produção de leite e ganho de peso nos rebanhos brasileiros. A chegada do verão com o aumento da umidade relativa do ar traz preocupação aos pecuaristas. Esse temor cresce porque a infestação de carrapatos no cresce consideravelmente durante essa época do ano. Para reduzir o número de carrapatos, existem processos preventivos que devem ser cautelosamente seguidos.

Octaviano Alves Pereira Neto – 

A chegada da temporada de primavera/verão traz consigo um aumento das temperaturas e da umidade relativa do ar em grande parte das regiões do País. Por outro lado, também cresce de forma exorbitante a infestação de carrapatos nos bovinos, em razão desse clima mais quente, gerando constantes preocupações aos pecuaristas do setor, já que esses parasitos causam uma série de problemas aos animais, dentre eles, a perda de peso, lesões na pele e anemia profunda.

A proliferação registra alta nesta época do ano porque as condições climáticas contribuem para a eclosão das larvas desse parasita, considerado um dos mais nocivos à pecuária, especialmente àquela que adota genótipos taurinos. Além da redução no ganho de peso e lesões, os carrapatos também são transmissores dos hemoparasitas causadores da tristeza parasitária bovina (TPB), doença com alto índice de mortalidade nos rebanhos, principalmente em animais jovens.

Além da saúde e o bem-estar dos bovinos, a incidência de carrapatos também traz prejuízos significativos aos produtores. De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuá...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica