Publicado em 21 Jun 2022

O que fazer ao sofrer uma violação de fornecedor terceirizado

Redação

As pequenas empresas, instituições de saúde, agências governamentais, empresas de energia e instalações de ensino superior são os cinco setores que correm maior risco de ameaças cibernéticas, especialmente ataques de ransomware. Os proprietários de empresas devem adotar uma abordagem mais ativa para minimizar as violações de dados, especialmente se operarem em qualquer um desses setores de alto risco.

Carlos Rodrigues – 

No cenário de negócios interconectado de hoje, empresas de todos os tamanhos terceirizam muitas de suas operações. Isso também significa dar a fornecedores terceirizados acesso a alguns ou a todos os seus dados, incluindo chaves de interface de programação de aplicativos (API), informações confidenciais de clientes e outros dados confidenciais.

Os fornecedores e os parceiros terceirizados tornaram-se uma parte indispensável da maioria das organizações. O problema? Os cibercriminosos estão bem cientes disso e consideram esses contratados como um alvo estratégico.

Um estudo do Ponemon Institute e SecureLink descobriu que 51% das organizações sofreram uma ou mais violações de dados causadas por terceiros. Remediar os danos de tais ataques custa às organizações uma média de US$ 7,5 milhões.

De acordo com a CDNetworks, as pequenas empresas, as instituições de saúde, as agências governamentais, s empresas de energia e as instalações de ensino superior são os cinco setores que correm maior risco de ameaças cibernéticas, especialmente ataques de ransomware. Os proprietários de empresas devem adota...

Artigo atualizado em 21/06/2022 06:52.

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica