Publicado em 28 Apr 2020

Como garantir a segurança de dados no trabalho remoto?

Redação

O home office, pontualmente para momentos de crise, pode criar circunstâncias de riscos diferentes das enfrentadas no cotidiano das empresas. Companhias que não possuem essa cultura tendem a se preocupar com uma segurança mais perimetral, pois mesmo que haja o consumo de serviços em nuvem ou em provedores externos, o ponto de partida dessas conexões costuma ser mais restrito.

Wagner Hiendlmayer - 

O impacto mundial da pandemia do coronavírus demandou uma série de adaptações das empresas para garantir a saúde e a segurança de seus colaboradores, clientes e parceiros. Neste cenário de incertezas, o trabalho remoto tornou-se uma medida essencial para combater a rápida disseminação do vírus. 

De acordo com recente pesquisa realizada pela consultoria Betania Tanure Associados (BTA), que ouviu 359 empresas brasileiras, quase metade das companhias adotaram o home office como medida preventiva à evolução do covid- 19 no país. No entanto, o trabalho remoto requer profunda atenção no que diz respeito à segurança de dados. Como podemos garanti-la efetivamente?

O home office, pontualmente para momentos de crise, pode criar circunstâncias de riscos diferentes das enfrentadas no cotidiano das empresas. Companhias que não possuem essa cultura tendem a se preocupar com uma segurança mais perimetral, pois mesmo que haja o consumo de serviços em nuvem ou em provedores externos, o ponto de partida dessas conexões costuma ser mais restrito.

Neste cenário, a proteção dos dispositivos (notebooks e smartphones) é essencial, já que esta é a primeira barreira de proteção. O fornecimento de acessos seguros aos sistemas da empresa, por exemplo, também é fundamental, pois impõe criptografia nas camadas de transporte e realiza o controle de acesso aos dados e sistemas. Se considerarmos que um usuário preparado é capaz d...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica