Publicado em 23 Mar 2021

A segurança dos veículos industriais sem condutor

Redação

Um veículo industrial sem condutor motorizado é projetado para operar automaticamente no transporte de cargas. Contudo, ao discutir sobre as máquinas autônomas, o termo autônomo deve ser entendido para que se saiba o que realmente significa este contexto. Automatizado, amplamente utilizado, foi definido de forma que isso ocorre quando um equipamento ou sistema automatizado passa a operar por máquinas ou computadores, a fim de reduzir o trabalho realizado por humanos. Para veículos rodoviários, um modo autônomo foi definido como o status de operação do veículo em que a tecnologia que é uma combinação de hardware e software, remota e/ou a bordo, executa a tarefa de direção dinâmica, com ou sem uma pessoa física supervisionando ativamente o desempenho da tecnologia autônoma na tarefa de direção dinâmica. Um veículo rodoviário sem condutor está operando ou dirigindo em modo autônomo quando é operado ou conduzido com a tecnologia autônoma ativada. A operação autônoma é o modo de operação em que uma máquina móvel executa todas as funções críticas de segurança e de movimentação de materiais relacionados às suas operações definidas sem interação do operador. O operador pode fornecer destino ou entrada de navegação, mas não é necessário para afirmar o controle durante a operação definida. Assim, um equipamento autônomo destina-se a operar em modo autônomo durante seu ciclo operacional normal. Na prática, a terminologia ainda é muito variada. Os termos sem motorista, sem condutor, não tripulado, altamente automatizado, etc. são usados em artigos e normas. Por isso, deve-se entender os parâmetros de segurança e os meios para a verificação de veículos industriais sem condutor e seus sistemas.

O fascínio por carros de passeio autônomos abriu uma nova era de como se pode imaginar as pessoas que se deslocam. Enquanto isso, uma via paralela também se abriu: a automatização de como as coisas se movem. Embora ainda não se tenha ficado espantado com os comboios de veículos de dezoito rodas sem motorista e conectados digitalmente, ou mesmo com os drones de içamento de carga em chamas, eles já parecem ser possíveis no futuro.

Com cerca de bilhões de toneladas de mercadorias e commodities circulando anualmente pelo mundo, um amplo grupo de participantes - grandes indústrias, startups, governos, etc. - estão correndo para desenvolver e implantar transporte automatizado de bens, incluindo matérias primas, peças e produtos acabados. Isso se chama mobilidade industrial e ela cobre uma ampla faixa de modos de transporte - de robôs móveis e autônomos no chão de fábrica a caminhões autônomos, drones, transporte ferroviário e marítimo em estradas, espaço aéreo, trilhos e hidrovias.

Esses veículos necessitam ter uma distância livre mínima de 0,5 m de largura para uma altura de 2,1 m que deve ser fornecida em ambos os lados da trajetória. Isto deve s...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica