Publicado em 08 jan 2019

As normas técnicas para o controle das pragas urbanas

Redação

Pode-se dizer que as pragas urbanas são os insetos e os pequenos animais que se proliferam desordenadamente no ambiente das cidades e que oferecem riscos à saúde humana. Eles se encaixam na lista de animais sinantrópicos, expressão utilizada para designar animais que habitam locais próximos aos homens e se adaptam a viver junto deles. Têm por características biológicas o alto índice de resistência e a adaptação sobre os mais diversos meios. Por isso, o ambiente urbano torna-se o principal habitat para essas espécies, pois oferece condições como umidade, alimentação e muitos ambientes baldios.

praga2Hayrton Rodrigues do Prado Filho –

As pragas urbanas são espécies de insetos e animais que invadem o ambiente urbano e provocam danos à saúde humana podendo picar, morder, danificar alimentos e objetos e ainda também são consideradas vetores quando transmitem uma determinada doença ao homem. Por exemplo, o rato que transmite a leptospirose, o mosquito que transmite a dengue, etc.

Normalmente as pragas geram seus filhotes no inverno e se propagam no verão, época em que as baratas, ratos, mosquitos, moscas, cupins, pombos, formigas e outros são mais vistos. Com a chegada do verão as pragas urbanas começam a se proliferar, pois é na alta temperatura que elas aparecem.



As pragas migram para as zonas urbanas buscando alimentação e abrigo, o que é proporcionado pelo próprio homem, quando esses mantêm ambientes sujos e quando depositam lixo em locais inadequados. Dentre as principais espécies encontradas em áreas urbanas destaca-se as baratas...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica