Publicado em 08 Oct 2019

As portas corta-fogos em edificações

Redação

Resistentes a altas temperaturas, as portas corta-fogo garantem a proteção contra incêndios, impedindo a passagem de chamas ou fumaça entre diferentes locais de uma edificação, além de serem utilizadas para a fuga de pessoas e para resgates. Por isso, a instalação desses equipamentos é obrigatória em locais públicos, como cinemas, teatros e shoppings e também em edifícios comerciais ou habitacionais por força de leis estaduais e municipais. No caso das edificações, elas precisam cumprir a norma técnica na construção, instalação, funcionamento, desempenho e manutenção.

porta2Da Redação –

As portas corta-fogo têm a função de conter as chamas, o calor e os gases tóxicos provenientes do fogo e, por isso, ela é o equipamento aplicado nas saídas de emergência e nas escadas de incêndio, oferecendo uma passagem segura tanto para a fuga das pessoas quanto para o acesso dos bombeiros em locais com fogo. As portas corta-fogo devem ser instaladas nos acessos a áreas de refúgio, corredores e saídas de emergência, separando os locais de risco.

Elas podem ser produzidas com a combinação de materiais diversos, como madeira, aço, fibra cerâmica e vidro. Suas ferragens podem incluir dispositivos automáticos de fechamento, de rolamento de esferas dobradiças ou de mecanismos de travamento, devendo ainda conter selos, tiras e juntas para impedir a passagem de fumaça.



As portas corta-fogo podem ser do tipo de abrir com eixo vertical, compostas de batentes, ferragens e das portas em si, com a função de impedir ou retardar a pro...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica