Publicado em 10 dez 2019

Os ensaios de protótipos de válvulas industriais

Redação

Controlando o fluxo de líquido, gás e às vezes sólidos, as válvulas têm um trabalho enganosamente simples. Como um interruptor on/off (ou dimmer) para tangíveis, todas as válvulas são projetadas e construídas para orientar o movimento de um material específico. As válvulas industriais são usadas em milhares de produtos e sistemas, desde infraestrutura de água até plataformas de petróleo offshore. Como possuem uma variedade tão grande de aplicações, é natural que as válvulas cheguem a milhares, senão milhões, de formas e tamanhos. Elas também variam de simples a altamente complexos. Assim, é importante entender os requisitos para os projetos e os ensaios de protótipos de válvulas industriais tipos gaveta, esfera, globo, retenção, macho e borboleta, nas classes de pressão 150, 300, 600, 800, 900, 1 500 e 2 500, utilizados nas instalações de exploração, produção, refino e transporte de produtos de petróleo.

válvula2Da Redação –

Apesar dos altos níveis de variação, a maioria das válvulas industriais pode ser dividida nos mesmos componentes básicos: corpo (ou compartimento), castelo, atuador, elemento da válvula e sede. O corpo da válvula ou invólucro é frequentemente o maior componente. O material flui através do corpo entre as portas e todos os outros componentes da válvula se conectam a ele.



Por exemplo, uma válvula de gaveta padrão possui três orifícios: a porta a montante, onde o material flui para o corpo; a porta a jusante, onde o material sai do corpo, e outro orifício na parte superior para conectar o castelo e o atuador. Obviamente, muitas válvulas também têm três ou mais portas, mas a configuração básica é semelhante.

Dependendo do tipo, tamanho e complexidade da válvula, os corpos das válvulas podem ser compostos por uma única peça ou fabricados com várias peças separadas. Os modernos processos de fundição que utilizam núcleos permi...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica