Publicado em 11 Aug 2020

O papel do design na diferenciação das empresas

Redação

O design, como projeto, tem em sua essência a função de projetar cenários possíveis de futuro, indo além das expectativas. Chamamos isso future thinking. Não se trata aqui de prever o futuro, mas de elaborar uma nova relação com a realidade para especular possibilidades ainda impensadas.

José Carlos Carreira – 

De acordo com o dicionário de língua inglesa da Universidade de Cambridge design é projeto, é planejamento. O senso comum no Brasil entende o design como estética, estilo, forma para um determinado produto que cumpre uma função. Ele é isso também, mas é muito mais. Se design é projeto, então é intrínseco que, por meio dele, podemos chegar a um ponto desejado, à solução de um problema.

O designer é um profissional formado para olhar o problema do ponto de vista do usuário, com empatia, buscando necessidades não atendidas que antecedem o dito problema. Ele imerge na questão, busca a contribuição de todos os envolvidos, analisa, prototipa e oferece soluções inovadoras, que podem ser em forma de um produto, um serviço, um novo modelo de negócio, uma estratégia ou até um novo conceito de comunicação, entre várias outras.

Essa forma de pensar do designer é aplicada hoje em dia em inúmeras empresas preocupadas em inovar como fator de sobrevivência, pois o design promove a busca por necessidades ainda não satisfeitas, por vezes inconscientes ao usuário e, assim, vai além das melhorias contínuas, importantes, mas pouco inovadoras. Como um simples exemplo, vemos hoje a importância de higienizar, lavar as compras quando voltamos do supermercado nestes tempos de pandemia, achamos isso normal, temos que lavar embalagens, que por vezes não são laváveis.

O designer vê isso como oportunidade para não só projetar nova...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica