Publicado em 23 Feb 2021

Os ensaios em revestimentos de paredes de argamassas inorgânicas

Redação

O revestimento de argamassa deve cumprir algumas funções, como a proteção dos elementos de vedação da edificação da ação direta dos agentes agressivos e devem auxiliar das vedações nas suas funções de isolamento térmico e acústico, estanqueidade à água e gases. Deve, ainda, regularizar a superfície dos elementos de vedação, servindo de base regular para outro revestimento ou constituir-se no acabamento final e contribuir para a estética de vedações e fachadas. não é função do revestimento dissimular imperfeições grosseiras da base assim como desaprumo e desalinho advindas da falta de cuidado na execução de estruturas ou paredes. Nestes casos esconder na massa compromete seriamente o revestimento. A retenção permite que as reações de endurecimento sejam gradativas promovendo a adequada hidratação do cimento com ganho de resistência. Propicia a capacidade de absorver deformações e com isto aumenta a durabilidade e vedação. A presença de cal e aditivos pode melhorar esta capacidade. A retração na secagem ocorre devido à evaporação da água e pelas reações de hidratação e carbonatação dos aglomerantes. A retração rápida pode provocar o aparecimento de fissuras que podem ser prejudiciais, permitindo a percolação da água quando no estado endurecido. Influem nesta propriedade o traço, a espessura e o intervalo de aplicação das camadas. O tempo de sarrafeamento e desempeno deve ser respeitado. As argamassas com alto teor de cimento estão mais sujeitas à fissuração. As camadas devem ser de aproximadamente 2,5 mm e o tempo de sarrafeamento é o necessário para a argamassa perder parte da água de amassamento. As propriedades da argamassa no estado endurecido dependem do seu estado fresco, ficando apenas a espessura das camadas, compressão após a aplicação e as juntas de trabalho como fator a ser controlado na execução. As juntas devem ser compatíveis com as deformações, não sendo aconselhados panos muito extensos de argamassa sem juntas. No caso de o revestimento ser de duas camadas (emboço e reboco) o emboço cumpre a função de regularizar a base e o reboco de dar o acabamento. Dessa forma, devem ser executados ensaios de determinação da resistência de aderência à tração dos revestimentos de argamassa aplicados em obra ou laboratório sobre substratos inorgânicos não metálicos.

Da Redação – 

A propriedade relacionada ao fenômeno mecânico que ocorre em superfícies porosas, pela ancoragem da argamassa na base, se dá pela entrada da pasta nos poros, reentrâncias e saliências seguida pelo endurecimento progressivo. A base de aplicação também tem participação através de sua porosidade, rugosidade e condições de limpeza da superfície de aplicação. A argamassa deve ser comprimida após a sua aplicação em base limpa, rugosidade adequada e umedecida.

Muitas vezes se faz necessário o uso de chapisco para aumentar a aderência. Sobre a base é lançada uma mistura de cimento, água e areia que deve secar antes da aplicação da argamassa. A definição da dosagem só é feita quando a argamassa é preparada no próprio canteiro de obra, pois as argamassas industriais já vêm definidas pelo fabricante, bastando avalia-las antes do emprego.

Devem ser consideradas as condições de exposição do revestimento, características da base, materiais envolvidos, condições de produção e custos. É preciso determinar o traço e testa-lo antes do seu emprego. A argamassa dosada em canteiro normalmente é composta por cimento, areia...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica