Publicado em 27 Apr 2021

As emissões evaporativas de combustível pelo veículo por perdas diurnas

Redação

A emissão evaporativa é formada por vapores de combustível emitidos pelo veículo para a atmosfera. Estes vapores são caracterizados como compostos orgânicos voláteis (COV) e medidos em gramas do combustível utilizado no ensaio, resultante da somatória da emissão evaporativa diurna e da emissão evaporativa de resfriamento. A emissão evaporativa diurna é resultante da variação da temperatura ambiente simulando uma variação diária e durante o resfriamento é o vapor de combustível emitido em um período especificado, que começa imediatamente após o motor ser desligado ao fim de um ciclo de condução urbana em dinamômetro. A emissão no abastecimento é o vapor de combustível deslocado pela introdução de combustível líquido no tanque e emitido durante o abastecimento do tanque de combustível do veículo, exceto o de partida a frio. A determinação das emissões evaporativas decorrentes das variações diurnas de temperatura e do resfriamento do veículo é calculada a partir dos ensaios de 48 h (emissão diurna propriamente dita) e do ensaio de evaporação durante o resfriamento do veículo e representa a emissão evaporativa do veículo em uso durante um dia. Deve-se compreender o método de ensaio para a determinação das emissões evaporativas de combustível pelo veículo decorrentes de perdas diurnas, por permeação, durante o resfriamento e no seu abastecimento.

Da Redação – 

Deve-se ressaltar que existem critérios para definição das famílias para ensaios de emissão evaporativa diurna e de abastecimento. Os veículos a gasolina, a etanol ou flex descritos em um pedido de certificação são divididos em agrupamentos que tenham configuração do veículo quanto à emissão evaporativa equivalente, seja na avaliação de emissão evaporativas diurnas e/ou durante o abastecimento (conforme aplicável). Cada grupo de veículos com características de emissão semelhantes deve ser definido como uma família separada de evaporativas diurna e/ou abastecimento.

O fabricante é responsável pela definição do agrupamento de cada família de forma que o veículo ensaiado represente todos os demais na situação de uso. Os veículos que operam com combustíveis líquidos voláteis, classificados na mesma família de emissões evaporativas diurna e/ou abastecimento, devem ser semelhantes em relação a todos os seguintes itens: tipo de dispositivo de armazenamento de vapor (por exemplo, cânister, filtro de ar, controle do cárter); projeto básico do cânister; volume e tipo de material adsorvente (bed volume) e ca...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica