Publicado em 04 dez 2018

Sexo e gênero: novas fake news

Redação

Os exemplos dos problemas cardíacos citados levaram algumas cardiologistas a um desafio: por que as mulheres relatam sintomas diferentes dos homens?

eva

Eva Alterman Blay

Suponhamos uma ligação telefônica: um homem liga para o pronto socorro e diz que está com uma dor estranha no peito, o braço direito está formigando, está com dificuldade de respirar. Do outro lado do fio, pelas informações, um atendente supõe que o homem está tendo um ataque cardíaco e toma providências urgentes.

Agora, imaginemos que uma mulher telefona para o pronto socorro e diz que não está se sentindo bem, que está com dores no estômago, o braço está formigando etc. A pessoa do outro lado da linha logo imagina: ela deve ter brigado com o namorado, está nervosa, não deve ser nada. Manda tomar um analgésico e descansar. Quando, depois de algum tempo é atendida, é tarde demais: estava tendo um ataque cardíaco.



Esses dois exemplos não são ocasionais, eles revelam como alguns profissionais, inclusive da saúde, têm uma visão preconceituosa com relação ao sexo do paciente. Essas concepções se colam ao sexo biológic...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica