Um investimento emocional

Entrando em sintonia com a sua inteligência emocional.

emocional2Hope Cecile

A incorporação da inteligência emocional nos departamentos de qualidade de cima para baixo é crucial para o sucesso. Tendo vivido no mundo acelerado da qualidade por mais de duas décadas, aprendi algumas coisas. É difícil trabalhar com qualidade e o departamento de qualidade é a chave para definir o ambiente emocional de uma organização.

Se o departamento de qualidade luta constantemente contra incêndios, carece de apoio de outros departamentos ou é gerenciado por alguém que não possui experiência de qualidade ou treinamento profissional para liderar a equipe, isso pode causar grandes problemas em outros departamentos e, finalmente, em toda a organização. A inteligência emocional em um departamento de qualidade é fundamental em duas áreas principais: relacionamento com o cliente e equipe de qualidade.

Relação com os clientes

Conhecer os seus clientes e como se comunicar com eles fará avançar sua organização de várias maneiras. Seus clientes estão tensos? Você precisa chamá-los imediatamente após surgir um problema e ouvi-los reclamar de cerca de 1% do suspeito encontrado em sua linha de produção? Espera-se que você voe no dia seguinte para classificar as peças ou basta um simples reconhecimento de e-mail? Os prazos são importantes para eles quando emitido um 8D, ou está certo de que você está trabalhando nele e fará o check-in ocasionalmente?

Conhecer seus clientes, sua organização e seu ambiente é crucial para fazê-los felizes. Mas como você faz isso? Alguma experiência com inteligência emocional e coleta de evidências em suas primeiras relações com a organização podem ajudá-lo a chegar lá. Por exemplo, eles trazem uma lista de datas e ações específicas para todas as reuniões de revisão? Eles enviam uma agenda para cada reunião?

Isso indica que eles estão organizados, querem que as coisas sejam feitas de maneira rápida e eficiente e que as datas de vencimento são importantes. Ao lidar com eles, prepare seus fatos – saiba o que está sendo feito e quando, seja franco quanto a quaisquer limitações e proativo ao lidar com prazos que podem ser perdidos ou que precisam ser ajustados. Se eles querem ter uma reunião casual para conversar sobre coisas e não precisam de uma agenda detalhada, forneça um powerpoint de alto nível que inclua marcadores ou notas com informações adicionais. Você quer impressioná-los sabendo o que eles querem antes de pedirem. Isso é inteligência emocional de longe.

A equipe de qualidade

A vibração da equipe de qualidade afeta muito na organização. O departamento de qualidade lida com uma atmosfera e situações negativas todos os dias, incluindo: tentando habilitar as pessoas a consertar as coisas; peças ou processos quebrados; pessoas que não seguem instruções; processos com grandes inadequações; as pessoas que não conseguem consertar uma máquina ou não a diagnosticaram corretamente, o que causa problemas recorrentes; e membros da equipe com vários níveis de experiência.

Então, como você torna produtiva uma atmosfera tão negativa? Requer inteligência emocional do departamento, diretor, gerente, supervisor e inspetor, entre outros.

Sua equipe é incentivada todos os dias – especialmente os membros que trabalham diretamente nas vendas? Ou as pessoas são cautelosas porque a veem como uma tagarela – alguém que relata tudo o que não está à altura do seu nariz? Os trabalhadores da linha de frente são incentivados a relatar com honestidade e se empenhar para o bem maior? Os trabalhadores fora do departamento de qualidade são instruídos sobre como um sistema de qualidade é benéfico para todos? Como sua equipe trabalha em conjunto? Eles são muito competitivos um com o outro?

Existem iniciativas de aprimoramento de processos de grande porte suficientes para todos, ou as pessoas estão ansiosas para deixar sua marca? Todos sabem quais são os objetivos do departamento e se reúnem para discutir iniciativas e progresso? Ou os gerentes guardam as coisas para si mesmos por medo de que suas equipes os superem com ideias criativas? Todos são livres para falar abertamente sobre falhas sem medo de repreensão ou fofocas? Eles se sentem bem sabendo que fazem parte de uma equipe que trabalha em direção a um departamento melhor ou se sentem desanimados? Nas reuniões de grupo, a opinião de todos é ouvida? Ao fazer um brainstorming, todos são incluídos e ouvidos?

Como a mudança é lançada? Para um trabalhador de produção no chão de fábrica, a mudança pode ser assustadora. Sua equipe é treinada em como implementar melhorias no chão de fábrica? Aprendi a conversar com todos na área em que estava fazendo uma alteração e a contratá-los com antecedência. A última coisa que você deseja é que uma grande implementação de melhorias seja prejudicada por uma pessoa, porque ele ou ela estava ressentido por não fazer parte da mudança. Isso pode arruinar todo o esforço de melhoria. Sua equipe sabe como ser uma equipe ou há alguns causadores de problemas no grupo? Como você gerencia isso?

Trabalhei para uma organização em que os eventos mensais da equipe eram incentivados a inspirar um bom trabalho e camaradagem. Os membros que compunham nossa equipe abrangiam uma ampla faixa etária. Muitos não queriam fazer atividade física; portanto, os eventos de nossa equipe consistiam em sair para comer. Meu gerente sentou-se em uma extremidade da mesa com o empregado que mais gostava e todos os outros sentaram-se na outra extremidade e conversaram. E então todos nós partimos.

Éramos uma equipe melhor por causa disso? Acho que não. Meu gerente nem teve tempo para tomar as providências para o jantar – ele pediu a um de nós para fazê-lo. Isso mostrou sua falta de conhecimento sobre como motivar e inspirar um ambiente de equipe. Mas a caixa estava marcada – nossa equipe concluiu seu evento mensal.

Esses métodos mantêm a equipe motivada, inspirada e focada no trabalho em equipe? Não. Como líder, você deve aprender a inspirar sua equipe a trabalhar para você e a lutar por você e seus objetivos. o fazer isso, você inspirará outros departamentos e o chão de fábrica.

Faça o investimento

Aprendi alguns desses métodos quando era gerente de qualidade, e a prova para mim foi quando as pessoas começaram a pedir para ingressar na minha equipe, e a equipe queria me seguir quando eu saísse da organização. Encontrei-me diariamente com minha equipe, fui honesto sobre sucessos e fracassos, ouvi as opiniões deles e eles aprenderam a confiar um no outro e em mim. Nós apreciamos nossos trabalhos e fomos inspirados a fazer melhorias.

Aprender a usar a inteligência emocional pode percorrer um longo caminho no desenvolvimento do departamento de qualidade. Seja focando em um problema do cliente ou em seu departamento, faça o investimento.

Hope Cecile é uma profissional sênior de garantia de qualidade no Canadá, formada em engenharia de qualidade pela St. Clair College em Windsor, Ontário. Membro da ASQ, Cecile é engenheira e auditora de qualidade certificada pela ASQ.

Fonte: Quality Progress/2020 January

Tradução: Hayrton Rodrigues do Prado Filho



Categorias:Opinião, Qualidade

Tags:, , , , , , , ,

1 resposta

Trackbacks

  1. A medição de ruído em tratores agrícolas e florestais – Revista AdNormas – Lugar de Homem

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: