Publicado em 22 Dec 2020

A segurança das máquinas agrícolas

Redação

Uma máquina agrícola não consegue realizar todas as operações em uma fazenda. Para o correto funcionamento e evitar os riscos aos operadores, cada máquina possui suas peculiaridades e formas de utilização. A escolha deve levar em conta fatores como: tamanho da propriedade, velocidades de operação desejadas, gasto de combustível dos equipamentos. Também é importante considerar a facilidade de operação e a tecnologias necessárias como o GPS, piloto automático, fechamento automático de seções, etc. Existem máquinas para grandes extensões e terrenos planos, assim como outras mais curtas e articuladas para fazendas menores. A escolha e a utilização do maquinário agrícola correto podem significar uma vida útil maior e melhor rendimento operacional, considerando que hoje temos épocas de colheita e plantio cada vez menores. Existem estudos que mostram que as atividades agrícolas, em especial a utilização de máquinas agrícolas, estão entre as três atividades mais perigosas para os trabalhadores, sendo que para cada três acidentes ocorrido no meio rural, um ocasionou a incapacidade permanente do trabalhador. A operação com tratores e equipamentos agrícolas são as que oferecem os maiores riscos de acidentes. Os acidentes de trabalho representam enorme importância social e econômica, estudos estatísticos têm demonstrado a gravidade deste problema, seja pela incidência de acidentes, seja pela idade dos acidentados, seja pelas suas consequências. O acidente de trabalho no meio rural pode ser considerado como sendo todo o acontecimento que não esteja programado e que interrompa, por pouco ou muito tempo, a realização de um serviço, provocando perda de tempo, danos materiais e/ou lesão corporal. Neste sentido, o acidente é considerado grave quando resulta no afastamento do trabalhador rural da sua atividade produtiva por um período igual ou superior a 15 dias. Assim, deve-se entender os parâmetros e segurança e os meios de sua verificação para o projeto e construção de máquinas autopropelidas conduzidas com o operador a bordo, máquinas montadas, semimontadas e tracionadas utilizadas na agricultura a fim de tratar dos riscos que são típicos para a maioria das máquinas.

Hayrton Rodrigues do Prado Filho – 

No Brasil, estudos sobre acidentes rurais ainda são bastante limitados e há poucos trabalhos sobre esse tema com conjuntos tratorizados, dificultando o estudo das causas específicas do acidente, restringindo as bases de dados que poderiam auxiliar no controle da frequência e gravidade dos acidentes. Além do tombamento da máquina, outro mecanismo que tem causado grande número de acidentes fatais ou ocasionado lesões graves e irreversíveis, são a utilização de equipamentos acionados pela tomada de potência do trator.

Esse eixo cardan transmite a potência do motor do trator para acionamento de equipamentos a ele acoplado e quase que a totalidade dos acidentes ocorridos com este mecanismo poderiam ser evitados se os operadores tivessem mais conhecimento e consciência no momento da utilização do mesmo. Vários mecanismos de proteção para estes tipos de eixo estão disponíveis no mercado, muitos inclusive já acompanham o equipamento no momento de sua aquisição, porém durante a operação estão sujeitos a quebras e jamais são substituídos.

Outro ponto importante quando se fala em tomada de ...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica