Publicado em 01 Jun 2021

A sinalização de linhas aéreas de transmissão de energia elétrica

Redação

A transmissão de energia elétrica envolve o movimento em massa de energia elétrica de um local de geração, como uma estação de energia ou usina de energia, para uma subestação elétrica onde a tensão é transformada e distribuída aos consumidores ou outras subestações. As linhas interconectadas que permitem a movimentação de energia elétrica são conhecidas como rede de transmissão e formam um sistema de transmissão de energia elétrica - ou, como é mais conhecido, a rede elétrica. Quando é gerada em uma estação de energia, a energia elétrica normalmente estará em qualquer lugar entre 11 kV e 33 kV. Antes de ser enviado aos centros de distribuição pelas linhas de transmissão, é incrementado por meio de um transformador para um nível de tensão que pode estar em qualquer lugar entre 100 kV e 700 kV ou mais, dependendo da distância que precisa ser transmitida. Quanto maior a distância, maior o nível de tensão. O motivo pelo qual a energia elétrica é elevada a esses níveis de tensão é para torná-la mais eficiente, reduzindo as perdas que ocorrem quando a energia é transmitida. Quando a tensão é aumentada, a corrente diminui em relação à tensão de forma que a potência permanece constante, reduzindo assim essas perdas. Esse estágio é conhecido como transmissão primária - a transferência de uma grande quantidade de energia elétrica da estação geradora inicial para a subestação por meio de linhas elétricas aéreas. Em alguns países, os cabos subterrâneos também são usados nos casos em que a transmissão ocorre em distâncias mais curtas. Quando a energia elétrica chega a uma estação receptora, a tensão é reduzida para 33 kV e 66 kV. Em seguida, é enviada para linhas de transmissão que emergem desta estação receptora para subestações elétricas mais próximas dos centros de carga, como cidades, vilas e áreas urbanas. Esse processo é conhecido como transmissão secundária. Quando a energia elétrica chega a uma subestação, ela é reduzida mais uma vez por um transformador redutor para tensões mais próximas do que foi gerada - geralmente em torno de 11 kV. Depois disso, a fase de transmissão se gradua para a fase de distribuição e a energia elétrica é usada para atender à demanda dos consumidores primários e secundários. Deve-se entender os parâmetros para a sinalização de identificação de linha aérea de transmissão de energia elétrica, bem como, quando necessário, da sua faixa e/ou de seus acessos.

Da Redação – 

A transmissão elétrica é o processo de entrega da eletricidade gerada - geralmente em longas distâncias - para a rede de distribuição localizada em áreas povoadas. Uma parte importante deste processo inclui os transformadores que são usados para aumentar os níveis de tensão para viabilizar a transmissão a longa distância.

O sistema de transmissão elétrica combinado com as usinas de energia, sistemas de distribuição e subestações para formar o que é conhecido como a rede elétrica. Ela deve atender às necessidades de eletricidade da sociedade e é o que leva a energia elétrica desde a geração até o uso final. Uma vez que as usinas de energia geralmente estão localizadas fora de áreas densamente povoadas, o sistema de transmissão normalmente é bastante grande.

As linhas de energia ou de transmissão transportam eletricidade de um lugar para outro. Em geral, essa eletricidade é uma corrente alternada, de modo que os transformadores elevadores podem aumentar a tensão. Esse aumento de tensão permite uma transmissão eficiente por 500 km ou menos.

Existem três tipos de linhas. As linhas aéreas s...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica