Publicado em 14 Sep 2021

As especificações das locomotivas diesel-elétrica para as ferrovias brasileiras

Redação

As locomotivas que incluem motores primários abastecidos a bordo são conhecidas como locomotivas diesel-elétricas, quando movidas por motores diesel ou locomotivas turbinas a gás-elétricas, quando utilizam uma turbina. Embora os motores de turbina sejam mais leves para a mesma quantidade de energia produzida, eles exigem uma manutenção mais especializada do que o motor a diesel tradicional de dois ou quatro tempos. Uma locomotiva diesel-elétrica é equipada com um motor diesel que movimenta um gerador (cd) ou alternador (ca) para gerar eletricidade que, então, alimenta os motores elétricos pesados que movem o trem adiante. Uma locomotiva diesel-elétrica não tem conexão mecânica entre o motor principal e os eixos. Os motores elétricos de corrente contínua são mais baratos de construir, mas limitam a duração da sobrecarga antes que os danos ocorram. Os motores elétricos de corrente alternada são mais caros de construir, mas têm a vantagem de consumir toda a potência que o motor pode gerar - um trem de carvão carregado pode despejar eletricidade em seus motores ca sem problema de superaquecimento. Uma das maiores vantagens da propulsão elétrica e diesel-elétrica é que a potência da locomotiva é independente de sua velocidade, permitindo-lhe aplicar potência total em uma parada total. Uma locomotiva a vapor, por outro lado, gera a menor quantidade de potência útil quando parada e atinge uma potência máxima, determinada pelo tamanho do driver, pressão da caldeira e configurações de válvula, que não podem ser alteradas. Existem três tipos principais de transmissão diesel-elétrica, cada um com suas próprias vantagens e desvantagens: cd – ca (gerador cd que fornece motores de tração cd; ca – cd (saída do alternador ca retificada para fornecer motores cd); ca - cd – ca (saída do alternador ca retificada para cd e depois invertida para ca trifásico para os motores de tração. Há muitas partes e componentes diferentes que compõem as locomotivas elétricas e diesel-elétricas e há vantagens e desvantagens em usar os dois motores, embora no geral esses motores sejam mais modernos e tenham mais benefícios do que usar uma máquina a vapor. Deve-se compreender os requisitos gerais para a especificação de locomotivas com tração diesel-elétrica, baseado na necessidade em aderir às dimensões da via, aparelhos de mudança de via e demais componentes da via permanente e ao material rodante, permitindo o acoplamento a qualquer vagão ferroviário e/ou locomotiva existente no país.

Da Redação – 

Embora comumente chamadas de diesel, as locomotivas, na verdade, são acionadas eletricamente. O motor a diesel aciona um alternador, que produz eletricidade para fazer funcionar os motores elétricos montados nos eixos da locomotiva. O motor de combustão interna representou uma melhoria na eficiência em relação à locomotiva a vapor, possibilitando economias substanciais na manutenção e eliminação de instalações complexas.

Em resumo, as locomotivas a diesel usam a energia elétrica para impulsionar o movimento, apesar do nome diesel. Um grande motor a diesel gira um eixo que aciona um gerador que produz eletricidade. Essa energia elétrica aciona grandes motores elétricos nas rodas, chamados de motores de tração.

Algumas locomotivas usam geradores em cd e outras usam ca. As locomotivas modernas de corrente alternada têm melhor tração e aderência e são usadas em trens que transportam cargas mais pesadas. A corrente cd ainda é usada porque é mais barato de fabricar. Atualmente, quase todas as locomotivas diesel-elétricas modernas incluem conversores auxiliares.

Esses conversores e acionamentos auxilia...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica