Publicado em 16 mai 2018

A logística reversa de resíduos eletroeletrônicos

Redação

O uso generalizado de produtos eletroeletrônicos tem aumentado a preocupação quanto aos seus impactos ambientais.

Hayrton Rodrigues do Prado Filho -

eletroeletrônicos2

O Brasil gera mais de 1,4 milhões de toneladas/ano de resíduos de equipamentos eletroeletrônicos (REEE) e menos de 3% são reciclados. Estima-se que 10% ou 140 mil toneladas/ano sejam de equipamentos de informática e telecomunicações. A logística reversa recebe grande parte deste descarte, quase sempre em armazéns e locais sem o devido licenciamento ambiental, ignorando as necessárias medidas para reduzir os riscos de contaminação ambiental.

Sem um sistema estruturado que receba todo esse descarte, grande parte dele para no mercado informal com todas as complicações que isso acarreta. A logística reversa, conforme definição apresentada na própria legislação, é um instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada.

É por meio desse sistema, por exemplo, que os materiais recicláveis de um produto eletrônico em fim de vida útil, descartado pelo consumidor, poderão retornar ao setor produtivo na forma de matéria-prima. De forma a viabilizar ...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica