Publicado em 18 May 2021

A conformidade dos materiais utilizados em sistema de aterramento

Redação

Um sistema de aterramento é o conjunto de todos os eletrodos e condutores de aterramento, interligados ou não entre si, assim como partes metálicas que atuam direta ou indiretamente com a função de aterramento, como torres e pórticos, armaduras de edificações, capas metálicas de cabos, tubulações e similares. Na verdade, o aterramento elétrico é um assunto que gera um número enorme de dúvidas quanto ao seu conhecimento no que se refere ao ambiente elétrico industrial. Muitas vezes, o desconhecimento das técnicas para realizar um aterramento eficiente, ocasiona a queima de equipamentos, ou pior, o choque elétrico nos operadores desses equipamentos. Para que um sistema de energia elétrica opere corretamente, com uma adequada continuidade de serviço, com um desempenho seguro do sistema de proteção e, mais ainda, para garantir os níveis de segurança pessoal, é fundamental que o quesito aterramento mereça um cuidado especial. Esse cuidado deve ser traduzido na elaboração de projetos específicos, nos quais, com base em dados disponíveis e parâmetros pré-fixados, sejam consideradas todas as possíveis condições a que o sistema possa ser submetido. Os objetivos principais do aterramento são: obter uma resistência de aterramento a mais baixa possível, para correntes de falta a terra; manter os potenciais produzidos pelas correntes da falta dentro de limites de segurança de modo a não causar fibrilação; fazer que os equipamentos de proteção sejam mais sensibilizados e isolem rapidamente as falhas à terra; proporcionar um caminho de escoamento para terra de descargas atmosféricas; usar a terra como retorno de corrente no sistema; e escoar as cargas estáticas geradas nas carcaças dos equipamentos. Deve-se entender os parâmetros para os materiais utilizados em sistema de aterramento e saber quais são os diversos métodos de ensaios a serem realizados nesses materiais a fim de verificar a conformidade com os requisitos normativos.

Os aterramentos objetivam proteger as pessoas e o patrimônio de falhas elétricas na instalação ou os denominados curtos-circuitos. Em outras palavras, se uma das três fases do sistema não aterrado entrar em contato com a terra, intencionalmente ou não, nada acontece. Nenhum disjuntor desliga o circuito e nenhum equipamento para de funcionar.

Também devem oferecer um caminho seguro, controlado e de baixa impedância em direção à terra para as correntes induzidas por descargas atmosféricas (raios) e que os equipamentos ou componentes elétricos utilizados em uma instalação elétrica não devem dar choques elétricos. Se isso acontecer é porque provavelmente há um defeito. Se este defeito estiver na isolação de um aparelho ou equipamento, eles deverão ser consertados imediatamente.

Os aterramentos oferecem muitos benefícios aos usuários e patrimônios, aumentando a segurança das instalações elétricas, facilitando o funcionamento dos dispositivos de proteção das máquinas, equipamentos, eletrônicos e eletrodomésticos, evitando curtos-circuitos e possíveis acidentes. A ...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica