Publicado em 25 May 2021

A realização de provas de carga dinâmicas em grandes estruturas

Redação

Uma avaliação estrutural é normalmente a consequência da detecção de uma deficiência estrutural ou funcional importante durante uma inspeção de rotina ou detalhada. Os resultados esperados desta inspeção podem ser a caracterização das deficiências estruturais, a estimativa da vida útil remanescente por meio de modelos matemáticos de degradação e também a avaliação da sua capacidade de carga atual. Os testes de carga estática e dinâmica, e os testes de laboratório podem ser complementos valiosos para as informações coletadas in situ. Por isso, deve-se reconhecer as causas comuns de defeitos em pontes de concreto/aço; planejar um programa de inspeção/teste e interpretar os resultados; fazer uma avaliação (com supervisão) dos requisitos de desempenho; e apreciar as várias opções de reparo/manutenção. Muitos países adotam as técnicas de projeto e avaliação orientadas a componentes para verificar a segurança das estruturas. Os efeitos sistemáticos das estruturas são ignorados nos códigos de projeto convencionais, ou seja, a segurança de todos os membros nas estruturas é necessária para garantir a segurança geral. Alguns requisitos dos códigos de projetos atuais, como a facilidade de manutenção e os requisitos de estado limite, exigem desempenho geral das obras. No entanto, não garantem a segurança à prova de colapso das estruturas. Quanto a uma ponte envelhecida, danos aos membros até certo ponto são inevitáveis, mas isso só é aceitável, desde que não cause o colapso da ponte ou perca de sua capacidade de serviço. Embora este método de projeto orientado a componentes tenha sido usado com sucesso por décadas, ele não é capaz de fornecer uma conclusão quantitativa sobre a segurança geral de obras envelhecidas. Deve-se entender o procedimento para realização de provas de carga dinâmicas em grandes estruturas.

Normalmente, a avaliação de risco cobre os requisitos de projeto e os de avaliação de capacidade de carga para obras novas e existentes para os riscos ambientais: terremoto, ventos fortes, erosão do solo e inundações; acidentes e incidentes: colisão de navio ou veículo, sobrecarga, incêndio, etc.; degradação de materiais: fadiga, corrosão, fissuração, envelhecimento, etc.; e as deficiências estruturais: deficiências de projeto e construção, falta de manutenção. Assim, um dos testes mais eficientes para verificar a segurança de uma estrutura já concluída é uma prova de carga.

Quando existem dúvidas quanto à estabilidade de uma estrutura, devido a fatores, entre outros, como qualidade dos materiais de construção, utilização ou manutenção inadequada ou até mesmo uma nova utilização da edificação, diferente daquela inicialmente prevista no projeto, uma prova de carga é recomendada. Quando existem dúvidas quanto à estabilidade de uma estrutura, quanto à idoneidade dos materiais de construção, utilização inadequada, ou até mesmo uma nova utilização da estrutura, é recomendado um teste de carregamento ou a chamada prova de carga.

Entretanto um teste...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica