Publicado em 07 Sep 2021

A importância de detectar o elo fraco para um negócio sustentável

Redação

Saber quais tipos de restrições estão presentes e como elas impactam os negócios é um atalho para definir quais mudanças são mais urgentes. No varejo, por exemplo, isso pode corrigir problemas relativamente comuns - e que causam bastante estrago financeiro -, como perda de estoque por exemplo. Já na indústria, as restrições relacionadas a processos são determinantes e causam falhas na produtividade e consequentemente perda de competitividade no mercado.

Flávio Padovan – 

Quando iniciamos um trabalho de planejamento estratégico é bastante usual utilizar ferramentas que nos ajudem a entender e definir os caminhos a percorrer. Um dos métodos mais utilizados é o SWOT para identificar as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças nos negócios.

No entanto, existem outras opções que devem ser avaliadas para auxiliar no desenvolvimento desses trabalhos, sendo uma delas o TOC, em português a Teoria das Restrições, criada por Eliyahu M. Goldratt, autor do livro "A Meta", escrito em 1984. É um clássico da área de administração.

Trata-se de uma teoria baseada na identificação das restrições que limitam o desenvolvimento das empresas, os elos frágeis do sistema, e permitem abrir, ou não, caminho para o processo de melhoria contínua, prática usada ininterruptamente para aperfeiçoamento do negócio. Por definição, uma restrição é qualquer coisa que possa impedir um sistema de atingir o seu objetivo.

Por isso, é importante entender e classificar as restrições externas e internas. De um lado, as restrições externas, ou de mercado, são normalmente relacionadas à falta de compe...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica