Publicado em 26 Jul 2022

A Qualidade das lâmpadas LED com dispositivo de controle incorporado

Redação

As lâmpadas LED com dispositivo integrado à base ou corpo constituindo uma peça única, não destacável, destinadas para operação em corrente alternada de 60 Hz, para tensões nominais de 127 V e/ou 220 V, ou em corrente contínua (dc ou cc) em qualquer faixa de tensão, importadas ou fabricadas localmente, só podem ser comercializados no Brasil após receberem a certificação. Excluem-se da obrigatoriedade da certificação as lâmpadas LED com dispositivo integrado à base, como as lâmpadas com LED coloridos, com lentes coloridas, que emitem luz colorida; RGB, que possuem invólucro coloridos e decorativas, e emitem luz colorida; as lâmpadas de LED com dispositivo de controle incorporado que produzam intencionalmente luz colorida; e OLED (Organic Light Emitting Diode). O objetivo da certificação é garantir, por meio de testes e ensaios, zelar pela eficiência energética e segurança das lâmpadas LED com dispositivo integrado à base. Por isso, deve-se entender os requisitos de desempenho para lâmpadas LED com dispositivo de controle incorporado, juntamente com os métodos de ensaio e condições requeridas, previstas para iluminação geral e uso doméstico e similar, tendo: potência nominal de até 60 W; tensão nominal maior que 50 V ca até 250 V ca; e bases da lâmpada de acordo com a NBR IEC 62560.

Da Redação – 

A vida útil de uma lâmpada LED individual é o período de tempo durante o qual uma lâmpada LED fornece pelo menos a porcentagem declarada de fluxo luminoso inicial sob as condições padronizadas. Uma lâmpada LED alcança o seu fim de vida quando ela não mais fornece a porcentagem declarada de fluxo luminoso inicial.

A vida é sempre publicada em uma combinação de vida na manutenção de fluxo luminoso e uma taxa de falha. O dispositivo de controle incorporado interno eletrônico, no entanto, pode mostrar uma falha súbita de vida. A definição da vida útil de uma lâmpada LED individual implica que uma lâmpada LED que não emita mais luz, devido à falha do dispositivo eletrônico realmente chegou ao final da vida, porque não está mais em conformidade com o nível de fluxo luminoso mínimo declarado pelo fabricante ou o fornecedor responsável.

Há um método de medição de características das lâmpadas e, salvo especificação em contrário, todas as medições devem ser feitas em um ambiente sem correntes de ar, a uma temperatura de 25 °C, com uma tolerância de ±1 °C, umidade relativa do ar máxima de 65% e operação estável ...

Artigo atualizado em 26/07/2022 05:37.

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica