Publicado em 04 Aug 2020

Os benefícios ocultos dos fluxogramas

Redação

Os fluxogramas ajudam a identificar as etapas críticas em um processo que contribuem para os principais indicadores de desempenho. Quando desenhado como um mapa do fluxo de valor, um fluxograma pode ajudar a identificar e eliminar etapas sem valor agregado.

Venkata Charan Kantumuchu – 

Os fluxogramas - às vezes chamados de fluxogramas de processo - são uma das sete ferramentas básicas da qualidade e uma das ferramentas fundamentais usadas na qualidade. Um fluxograma é definido como uma imagem das etapas separadas de um processo em ordem sequencial (1). Mas, há muito mais para processar nos fluxogramas do que aparenta.

Os fluxogramas não apenas destacam as etapas imediatas antes e depois de uma etapa do processo, mas também ajudam a entender o relacionamento entre essas etapas por meio de um fluxo racional. Eles criam uma imagem maior de todo o processo, o que os torna uma excelente ferramenta na solução de problemas e na melhoria de processos.

Segundo a inventora americana Mary Walton, um processo não pode ser melhorado, continua o raciocínio, a menos que todos entendam e concordem com o que é o processo. O fluxograma é uma maneira extremamente útil de delinear o que está acontecendo (2). Para melhorar os processos, é importante perceber o entendimento dos membros da equipe sobre o processo. Incentivar cada membro da equipe a esboçar um fluxograma do processo ajudará a revelar como cada membro da equipe percebe o processo.

Os fluxogramas também ajudam a identificar as etapas críticas em um processo que contribuem para os principais indicadores de desempenho. Quando desenhado como um mapa do fluxo de valor, um fluxograma pode ajudar a identificar e eliminar etapas sem valor agre...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica