Publicado em 19 Jun 2018

Compliance: a busca pela integridade nos negócios

Redação

Wagner Giovanini: “A Lei 12.846/13, conhecida como lei anticorrupção ou Lei da Empresa Limpa, aplica-se a todas as empresas e impõe severos riscos para a sustentabilidade da organização”.

giovanini

Conheci o Wagner Giovanini quando ele atuava na Siemens em gestão de qualidade e ambiental. Quando eclodiram os problemas da empresa, em âmbito mundial, relativo a corrupção e irregularidades em contratos públicos, ele foi designado no Brasil para implementar o programa de compliance, que se tornaria, em pouco tempo, referência no mercado. Hoje, dez anos depois, Wagner é um dos nomes mais em evidência em um dos temas que mais cresceu no mundo corporativo: o compliance, que não pode ser trabalhado como um conjunto de atividades estanques ou próprias de um setor da empresa. Ao contrário, deve estar alinhado aos objetivos estratégicos e integrado à gestão da organização. Atender à legislação vigente, mas não se limitar a isso, é uma necessidade atual de todas as empresas, porém esse mecanismo deve buscar algo ainda mais nobre: a integridade nos negócios, pelas atitudes de seus funcionários e parceiros comerciais, pautados por elevados padrões éticos e morais. Nessa mesma direção, hoje, cada vez mais se torna evidente o valor da marca e, consequentemente, a importância de uma imagem limpa, desvinculada de atitudes ilícitas ou comprometedoras. O bom nome da empresa é o esteio da sua perenidade. Se a sua reputação estiver afetada, a empresa ...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica

Editora responsável:
Target Editora Gráfica Ltda.

Sugestões de pautas ou envio de artigos: hayrton@hayrtonprado.jor.br

Fique por dentro das novidades!