Publicado em 30 Jun 2020

Do design ao design thinking

Redação

Os novos caminhos para a inovação levaram ao que hoje é conhecido como design thinking ou o pensamento de design: uma abordagem focada no ser humano que vê na multidisciplinaridade, colaboração e tangibilização de pensamentos e processos, caminhos que levam a soluções inovadoras para negócios.

Claudia Alquezar Facca – 

No cenário de competição global, as empresas passaram a perceber que já não bastava oferecer apenas superioridade tecnológica ou excelência em desempenho como vantagem mercadológica [1, 2]. Com a expansão do design em novas fronteiras, os limites do que é e o que não é design estão ficando cada vez mais incertos. Os designers, ao se tornarem defensores dos usuários e clientes nas organizações, têm se esforçado para elevar o seu papel, avançando no processo de decisão até alcançar a área executiva das empresas [3].

Foi buscando novos caminhos para a inovação que se cunhou o que hoje é conhecido como design thinking ou o pensamento de design: uma abordagem focada no ser humano que vê na multidisciplinaridade, colaboração e tangibilização de pensamentos e processos, caminhos que levam a soluções inovadoras para negócios [2]. O design thinking é uma abordagem centrada no usuário para a resolução criativa de problemas e inovação [1, 4, 2].

Assim, a evolução do design para o design thinking parte inicialmente da criação de produtos, passa pela relação entre pessoas e produtos até chegar ao relacionamento entre pessoas [1]. As metodologias de design são, sem dúvida, parte do design thinking, mas não são a mesma coisa. Ele é uma força colaborativa que agrupa as disciplinas numa visão mais ampla e holística e não se limita a viver apenas dentro da disciplina de design.

O cenário a que se chegou passou de uma...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica