Publicado em 05 Jan 2021

A segurança dos participantes em atividades de canionismo e cachoeirismo

Redação

O canionismo é a descida de cursos d’água, usualmente em cânions, sem embarcação, com transposição de obstáculos aquáticos horizontais ou verticais. O curso d’água pode ser intermitente. O cachoeirismo é a descida de quedas d’água, seguindo ou não o curso d’água, usando técnicas verticais. A descida de duas ou mais cachoeiras em sequência pode caracterizar a prática de canionismo. Em termos práticos, uma operadora exclusiva de canionismo ou cachoeirismo tem pequeno apelo comercial apenas com essas atividades, por mais roteiros que ofereça, seja em sua região de atuação, seja em outros destinos. O carro-chefe de seus produtos pode ser, sim, a descida de cânions ou o rapel em cachoeiras. Para atingir um número mais expressivo de clientes e alcançar sustentação empresarial, será necessário agregar outros produtos de aventura, como rafting ou ducking, bóiacross, caminhada, mountain bike, arvorismo, tirolesas, etc. Isso, claro, se o destino turístico em que está inserida permite tal diversidade. O cachoeirismo se baseia, sim, no rapel, mas no rapel molhado, na descida repetida de quedas d’água estéticas e desafiadoras. E o canionismo, como se sabe, é mais voltado para as travessias aquáticas, que além do rapel, oferecem saltos, tobogãs, natação. Como produtos isolados, ainda não têm apelo suficiente que justifiquem sua venda. Talvez seja porque tudo isso é muito novo, pouco divulgado e a atividade ainda se encontra numa fase de desenvolvimento e ainda com um público despreparado para atividades mais intensas. De qualquer maneira, as descidas por corda em cachoeiras (com ou sem percurso) têm atraído um número considerável de pessoas aos destinos de aventura e isso exige os cuidados específicos para a formatação de um bom produto, aquele que só gera satisfação. Deve-se entender os requisitos para produtos com atividades de turismo de aventura com atividades de canionismo e cachoeirismo, relativos à segurança dos participantes e líderes.

 

Da Redação – 

O canionismo é uma prática esportiva cujo objetivo é a exploração e descida de rios acidentados, seguindo o traçado caprichoso do seu leito, a pé, a nado, desescalando, enfim contornando ou transpondo diretamente os obstáculos naturais como meio de diversão. O canionista persegue rios nas grandes cotas de altitude, próximos às suas nascentes onde são mais acidentados e ainda com menor volume de água. E quanto mais acidentado e agitado for o curso d’água, melhor.

Quanto mais selvagem e desconhecido, mais atraente, valendo a regra de entrar, permanecer o quanto quiser e sair são e salvo. Sem abusos nem erros. Ao adentrar cânions e desfiladeiros, pode-se topar com inúmeras surpresas que dificultam a passagem. Grandes desníveis indicam a presença de cachoeiras - um dos pratos principais dessa brincadeira.

Os procedimentos e o ferramental começam aí a divergir de outras modalidades similares, pois o ambiente e os objetivos são outros. Canionismo, escalada e espeleologia formam a tríade de esportes denominados verticais (de maneira simples: aqueles que usam cordas). Além do domínio de técnicas de progressão...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica