Publicado em 30 Mar 2021

A proteção contra o incêndio em transportadores de correias

Redação

Uma correia transportadora é um meio de transporte de materiais, muito usado atualmente por diversas indústrias. Cada sistema de transporte requer diferentes módulos para funcionar corretamente e realizar as tarefas exigidas pelas correias. As diferentes tarefas podem variar dependendo do peso necessário, da velocidade necessária e da produção de produtos no sistema de transporte. Um sistema de correia transportadora consiste em duas ou mais polias (chamadas de tambores), com um loop infinito de meio de transporte - a correia transportadora - que gira em torno delas criando um efeito de tração para as mercadorias que está transportando. Uma ou mais polias serão acionadas movendo a correia e o material na correia para frente e ao longo do sistema. No entanto, esse movimento da correia cria uma grande quantidade de atrito, o que causa problemas graves com incêndios na correia transportadora ao transportar materiais inflamáveis. O que pode acontecer infelizmente com um transportador de correia é que conforme a correia desliza ao longo da base estável, ela cria calor de fricção e, com o tempo, o produto sendo transportado pode se acumular nas laterais e embaixo das bordas da correia, até chegar a um ponto onde há material suficiente e calor suficiente para acender. O triângulo do fogo mostra que um fogo precisa de oxigênio, calor e combustível para criar um incêndio, e uma correia transportadora fornece tudo isso nas condições certas. Em alguns setores o transporte de materiais em processo pode ter um impacto significativo no custo operacional. A correia transportadora está diretamente ligada à melhoria de desempenho, à rapidez, à economia de tempo na movimentação dos mais variados tipos de carga e, claro, a melhor relação custo-benefício para diversos segmentos. Por este motivo deve-se ter uma atenção especial com ela, desde a sua especificação até a escolha do fornecedor. Assim, deve-se entender os parâmetros de proteção contra incêndio de transportadores de correias internos e externos, horizontais e inclinados.

Da Redação – 

As correias transportadoras são usadas desde o século XIX, pois em 1892 Thomas Robins deu início a uma série de invenções que levaram ao desenvolvimento de uma correia transportadora usada para transportar carvão, minérios e outros produtos. Henry Ford introduziu linhas de montagem de correia transportadora na fábrica da Ford Motor Company, que introduziu a possibilidade de produção em massa e produção em lote.

Essas correias consistem em uma ou mais camadas de material, sendo comum que tenham três camadas: uma tampa superior, uma carcaça e uma tampa inferior. No entanto, existem situações em que mais camadas são necessárias, dependendo das mercadorias que estão sendo movidas no sistema de transporte.

O objetivo da carcaça é fornecer força e forma ao sistema de transporte e é frequentemente um tecido ou tecido de metal com urdidura e trama. A urdidura refere-se a cordas longitudinais e define as propriedades de funcionamento da correia, pois é responsável pelo nível de resistência e elasticidade da correia.

A trama representa todo o conjunto de cabos transversais permitindo que a correia seja re...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica