Publicado em 27 Apr 2021

O método de determinação do revestimento de zinco em chapa laminada de aço

Redação

As chapas de aço podem ser produzidas por diferentes processos, já que o material apresenta extrema versatilidade. O resultado desses procedimentos gera variados acabamentos e formatos. Um deles é a chapa laminada a frio e a quente. Cada uma delas vai servir para aplicações diversas, o que pode gerar dúvidas sobre a diferença entre esses dois tipos de chapas. As chapas de aço laminadas a quente são produzidas a altas temperaturas, passando dos 900ºC. Esse modelo de chapa é fabricado por meio da laminação de placas no laminador de tiras a quente que realiza bobinas laminadas a quente. Após essa fase, acontece um novo processo, denominado desbobinamento, onde as chapas são cortadas da maneira correta e na medida que o cliente solicitou. A espessura também é realizada conforme o pedido. As chapas de aço laminadas a quente são indicadas para: rodas, longarinas, pisos, produção de autopeças, móveis, tubos metálicos, etc. Já as chapas de aço laminadas a frio são fabricadas em uma temperatura abaixo de 100ºC. Nesse caso, as bobinas passam pela laminação de placas no laminador de tiras a frio. Como matéria prima, são utilizadas as bobinas laminadas a quente. As chapas de aço laminadas a frio são maleáveis, resistentes e apresentam um acabamento diferenciado. Portanto, podem ser utilizadas nas seguintes aplicações: esquadrias, indústria automobilística, eletrodomésticos, construção civil, etc. Os produtos de aço zincado (ou galvanizado) são aços laminados a frio, revestidos com uma camada de proteção contra ambientes corrosivos. Esta proteção do aço é produzida pelo revestimento com composições de zinco (por exemplo: ferro ou alumínio). Podem ser aplicados em uso geral, desde estampagem simples até as mais complexas, onde é comum a utilização de aços estruturais de boa conformabilidade e de alta resistência mecânica, aliada à resistência contra corrosão. No processo de revestimento, os cristais de zinco depositados por imersão a quente na superfície do aço sofrem crescimento durante a etapa de solidificação. O aspecto final é uma superfície brilhante com desenhos em forma de flores. Estes materiais são amplamente utilizados na construção civil, geralmente sem pintura. Deve-se entender o método gravimétrico de determinação da massa do revestimento de zinco e suas ligas, depositado por face na chapa laminada, zincada por imersão a quente, eletrogalvanizada, semicontínua ou continuamente.

Da Redação – 

As chapas de aço zincadas são utilizadas em diversos segmentos industriais e da construção civil. Peças com esse tipo específico de acabamento podem ser encontradas em produtos da linha branca, placas de trânsito, automóveis, portões, torres de transmissão de energia, traves de quadras de esportes e estruturas de estádios de futebol, entre outros. A grande flexibilidade de uso ocorre porque elas possuem durabilidade muito maior do que as peças sem qualquer outro revestimento em zinco.

Em primeiro lugar é importante entender que zincado é o mesmo que galvanizado. Podem ser encontrados os dois termos em peças de aço ou ferro. Galvanizar ou zincar é o processo de revestir com uma camada de zinco o item e assim, aumentar sua resistência à corrosão e sua durabilidade.

E o procedimento pode ocorrer de duas formas: galvanização a frio e a quente. A opção a frio se dá em tintas, sprays ou outros artifícios para uso imediato e pequenos reparos. Já a técnica a quente para resultar em chapas de aço zincadas é um pouco mais complexa, embora seja a com maior custo/benefício do mercado.

As peças – independent...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica