Publicado em 28 Dec 2021

A pegada de carbono é uma estratégia para o mercado global de sustentabilidade

Redação

A pegada de carbono ou carbon footprint é uma medida que calcula a emissão de carbono equivalente emitida na atmosfera por uma pessoa, atividade, evento, empresa, organização ou governo. Muitas atividades rotineiras acabam gerando as emissões atmosféricas de gases do efeito estufa (GEE). Imagine que todos na cidade, no estado, no país e no mundo também fazem atividades parecidas. Para que se tenha noção das quantidades, todos esses gases podem ser convertidos em medidas de carbono equivalente, o dióxido de carbono equivalente (CO2eq). Quando se mede a quantidade de carbono equivalente emitida na atmosfera tem-se a carbon footprint de uma determinada pessoa, empresa ou atividade.

Alessandra Gaspar – 

O Brasil possui potencial de mais de 80 bilhões em uma área inédita, que pode ainda contribuir para uma maior sustentabilidade do planeta e aumento da competividade industrial. Este foi um dos temas principais da Conferência do Clima (COP 26), que reuniu mais de 190 países no fim deste mês, em Glasgow, na Escócia, e que debateu a regulamentação da chamada pegada de carbono e sua aplicabilidade prática nos países.

Por esta razão, conhecer na prática como calcular a pegada de carbono - metodologia que nasceu para medir a emissão de gases de efeito estufa (GEE) de um indivíduo, evento, organização ou produto - de uma indústria passa a ser crucial para entender qual será o impacto em no negócio e permitir que a organização ingresse em um mercado que movimentará mais de 160 bilhões em todo o mundo a partir de 2030. Indispensável para o setor industrial o cálculo detalhado da emissão de gases de efeito estufa, além de construir uma consciência socioambiental, traz para a empresa uma maior credibilidade no setor e possibilidade que se prepare para o mercado de crédito de carbono.

Referências internaci...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica