Publicado em 02 Aug 2022

Os requisitos de projeto dos vagões-tanques ferroviários

Redação

O transporte de granéis líquidos pela malha ferroviária é feito por meio de vagões-tanques. Nesses casos, os vagões são desenvolvidos para apresentar uma estrutura cilíndrica parecida com as carretas de caminhões que também transportam líquidos, podendo ser líquidos corrosivos ou não. Todos os componentes não estruturais do vagão devem ser produzidos no mínimo a partir do aço carbono, de acordo com a NBR NM 87. Todos os tubos componentes da instalação de freio do vagão, fabricados em aço, devem ser sem costura e atender à NBR 5590. Os componentes fundidos devem estar de acordo com a NBR 16088, quando não especificados em contrário. A estrutura básica dos vagões deve ser totalmente metálica, construída com chapas e/ou perfilados interligados e solidários, de maneira que todo o conjunto possa trafegar normalmente em trens unitários ou de carga geral, dentro dos limites de inscrição em curvas horizontais e verticais, centro de gravidade, altura do centro do engate, estabilidade e gabarito. Há requisitos normativos para o projeto de vagões-tanques ferroviários para transporte de produtos claros inflamáveis ou líquidos em geral, não pressurizados, e em temperatura ambiente, para circulação na malha ferroviária brasileira.

Da Redação – 

A capacidade do vagão ferroviário depende da resistência de cada eixo que compõe o truque e também da resistência da linha por onde ele transita. Se um vagão, por exemplo, permite 25 t por eixo, o peso total poderá atingir até 100 t, incluindo a tara do vagão e a mercadoria. Entretanto, se ele está circulando por uma linha que admite a circulação de trens com 20 t por eixo, o peso total estará limitado a 80 t.

Se a linha permitir 25 t, o vagão poderá circular com sua capacidade máxima. No caso das vias ferroviárias modernas, as quais permitem trens de 30 t por eixo, podem circular vagões com eixos para 30 t os quais transportam um peso total de 120 t.

A utilização da capacidade total de um vagão, porém, dependerá sempre do tipo de mercadoria transportada e do volume em m³, ou seja, para uma mercadoria leve, por exemplo, madeira, se atingirá o volume disponível sem atingir o total de toneladas permitidas. Por outro lado, para uma mercadoria densa e pesada, por exemplo, minério de ferro, a tonelagem máxima será atingida sem, no entanto, o volume do vagão estar completo.

Com relação à linha ferrovi...

Artigo atualizado em 02/08/2022 05:37.

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica