Os cabos de potência e condutores isolados sem cobertura, não halogenados

A energia elétrica pode ser transmitida ou distribuída por sistemas de transmissão aérea ou por cabos subterrâneos. Os cabos são projetados principalmente conforme a exigência. Os cabos de energia são usados principalmente para fins de transmissão e distribuição de energia elétrica. É um conjunto de um ou mais condutores elétricos isolados individualmente , geralmente mantidos juntos com uma bainha geral. O conjunto é usado para transmissão e distribuição de energia elétrica. Os cabos de energia elétrica podem ser instalados como fiação permanente dentro de edifícios, enterrados no chão e passar por cima ou expostos. Os cabos de energia flexíveis são usados para dispositivos portáteis, ferramentas e máquinas móveis.

cabo2Da Redação –

O fio elétrico é usado para transportar corrente elétrica da fonte de energia para o dispositivo do usuário final, como uma tomada ou luz. Este fio é realmente um condutor, mas é referido como cabo na maioria dos casos. Existem três estilos diferentes de fio. O fio desencapado é exatamente o que o nome indica, não isolado. O fio sólido isolado é um pedaço sólido de fio revestido e envolto em um revestimento plástico. O último é o fio trançado isolado.

Existem dois tipos diferentes de cabos que são comumente usados. O cabo com revestimento não metálico possui dois ou mais condutores isolados e geralmente um fio terra desencapado. Todos estão envoltos em uma bainha de proteção externa.7

O outro é o cabo blindado, no qual há um fio isolado preto, vermelho, branco e verde dentro de uma carcaça metálica flexível de proteção, geralmente chamada de cordão. Geralmente, o cabo blindado é cortado no comprimento, mas você pode comprar um rolo de comprimento pré-cortado.

Na fiação doméstica que implementa o cabo embainhado não metálico, a cor da bainha externa indica a bitola ou o tamanho e a classificação de corrente do fio dentro. A maioria dos cabos desse tipo, fabricados após 2001, são revestidos com fios de cores diferentes, para facilitar a identificação de consumidores e inspetores. Esse código de cores da bainha de arame é estritamente voluntário, mas a maioria dos fabricantes seguiu o exemplo ao produzir esse esquema de cores.

A NBR 13248 de 09/2014 – Cabos de potência e condutores isolados sem cobertura, não halogenados e com baixa emissão de fumaça, para tensões até 1 kV – Requisitos de desempenho especifica os requisitos de desempenho exigíveis para cabos de potência e condutores isolados sem cobertura, não halogenados e com baixa emissão de fumaça, para instalações fixas, para tensões até 1 kV. Estes cabos devem ser utilizados em locais com alta densidade de ocupação e/ou com condições de fuga difíceis, conforme a NBR 5410.

Os cabos se caracterizam pela tensão de isolamento Uo/U: condutores isolados em composto termoplástico, até 450 V/750 V, sem cobertura ou condutores de cobre isolados sem cobertura, de seções nominais de 0,5 mm² a 1 000 mm²; cabos de potência até 0,6 kV/1 kV ou cabos de potência, com condutores de cobre, de seções nominais de 1,5 mm² a 1.000 mm².

As condições em regime permanente são para os condutores isolados sem cobertura sendo a temperatura no condutor, em regime permanente, não pode ultrapassar a 70 °C. Nos cabos de potência, a temperatura no condutor, em regime permanente, não pode ultrapassar 90 °C.

Nas condições em regime de sobrecarga, os condutores isolados sem cobertura, classe térmica 70°C, a temperatura no condutor, em regime de sobrecarga, não pode ultrapassar 100°C. A operação neste regime não pode superar 100 h durante 12 meses consecutivos, nem 500 h durante a vida do condutor isolado. Nos cabos de potência, classe térmica 90°C, a temperatura no condutor, em regime de sobrecarga, não pode ultrapassar a 130°C. A operação neste regime não pode superar 100 h durante 12 meses consecutivos, nem 500 h durante a vida do cabo.

Para as condições em regime de curto-circuito, os condutores isolados sem cobertura, classe térmica 70°C, para a temperatura no condutor, em regime de curto-circuito, não pode ultrapassar 160°C. A duração neste regime não pode ultrapassar 5 s. Para os cabos de potência, classe térmica 90°C, a temperatura no condutor, em regime de curto-circuito, não pode ultrapassar 250°C. A duração neste regime não pode ultrapassar 5 s.

O condutor deve ser de cobre, com ou sem revestimento metálico, de têmpera mole, e deve estar de acordo com a NBR NM 280. Os condutores devem atender à classe 1, 2, 4 ou 5 de encordoamento. A superfície dos fios, componentes do condutor encordoado, não pode apresentar fissuras, escamas, rebarbas, aspereza, estrias ou inclusões. O condutor pronto não pode apresentar falhas de encordoamento. Os fios componentes do condutor encordoado, antes de serem submetidos às fases posteriores de fabricação, devem atender aos requisitos da NBR NM 280.

Sobre o condutor pode ser aplicado um separador, a critério do fabricante, a fim de facilitar a remoção da isolação e evitar a aderência desta, e este separador deve estar de acordo com a NBR 6251. A isolação dos condutores isolados sem cobertura deve ser constituída por composto poliolefínico extrudado não halogenado termoplástico (LSHF/A), com características físicas conforme Tabela 1 (disponível na norma).

A isolação deve ser contínua e uniforme, ao longo de todo o seu comprimento. A isolação dos cabos e condutores isolados sem cobertura, quando sem separador, deve estar justaposta ao condutor, porém facilmente removível e não aderente a ele.

Para os cabos de potência, a espessura nominal da isolação deve estar de acordo com a NBR 6251, conforme o tipo de composto utilizado (XLPE, EPR ou HEPR). Para o HEPR são previstas duas alternativas de isolação, plena ou coordenada. Para o EPR é prevista apenas a espessura plena.

Para os condutores isolados sem cobertura, a espessura nominal da isolação deve estar conforme a Tabela 2 (disponível na norma). A espessura mínima da isolação, em um ponto qualquer de uma seção transversal, pode ser inferior valor nominal, contanto que a diferença não exceda 0,1 mm + 10 % do valor nominal especificado. As espessuras da isolação devem ser medidas conforme a NBR NM IEC 60811-1-1.



Categorias:Normalização, Qualidade

Tags:, , , , ,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: