Publicado em 21 Jul 2020

A limpeza ou descontaminação do recipiente de carga de produtos perigosos

Redação

É considerado produto perigoso todo aquele que represente risco à saúde das pessoas, ao meio ambiente ou à segurança pública, seja ele encontrado na natureza ou produzido por qualquer processo. A classificação de um produto como perigoso para o transporte deve ser feita pelo seu fabricante ou expedidor orientado pelo fabricante. O perigo associado a determinada substância é avaliado em função de sua composição química. Já o risco é obtido levando-se em consideração a maneira como o perigo da substância relaciona-se com outro fator que pode ser: exposição, transporte, contato, etc. Para fins de transporte, a classificação é dada em função do perigo associado à substância, ponderado com as atividades englobadas em uma operação de movimentação. O expedidor, deve avaliar as condições de segurança do veículo contratado. Também é o responsável pelo acondicionamento do produto a ser transportado, de acordo com as especificações do fabricante. Deve adotar todas as precauções relativas à preservação dos mesmos, especialmente quanto à compatibilidade entre si. Deve-se, ainda, entregar ao transportador os produtos perigosos fracionados devidamente rotulados, etiquetados e marcados, bem assim os rótulos de risco e os painéis de segurança para uso nos veículos, informando ao condutor as características dos produtos a serem transportados. Igualmente, deve-se conhecer os procedimentos mínimos exigíveis de serviços de limpeza ou descontaminação em qualquer tipo de recipiente de carga, utilizado no transporte terrestre que tenha contato direto com produtos classificados como perigosos, das classes de risco 2, 3, 4, 5, 6, 8 e 9.

Da Redação – 

Em caso de imprudência ou de acidentes na estrada, quais são os riscos que a carga pode ocasionar? Se ela for capaz de causar danos à estrada, aos veículos ou até mesmo ao meio ambiente e à saúde das pessoas, é classificada como carga perigosa. Isso inclui líquidos inflamáveis; produtos transportados a altas temperaturas; explosivos; gases; sólidos inflamáveis; substâncias oxidantes e peróxidos orgânicos; substâncias tóxicas e substâncias infectantes; substâncias radioativas; corrosivos.

Para evitar que as situações prejudiciais aconteçam, há uma série de regras para que as cargas perigosas sejam armazenadas, transportadas e entregues da maneira mais segura possível. Consequentemente, também se deve ser preparado para manusear esses materiais, além de ser extremamente cuidadoso e precavido na estrada. Quais são os diferenciais no transporte de cargas perigosas? As cargas explosivas seguem regulamentações específicas para garantir que não prejudiquem instalações e construções físicas, o meio ambiente, as pessoas e o próprio caminhoneiro. Há embalagens específicas para armazenar e transportar as cargas perigosas. Antes de mais nada, é imprescindível que elas identifiquem claramente as características do item, o que inclui suas respectivas marcações e/ou símbolos quanto aos riscos.

Além disso, as embalagens devem ter volume e cor que as deixem facilmente visíveis, eliminando as chances de que alguém manuseie de maneira ...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica