Publicado em 28 Jul 2020

Como manter os programas de integridade

Redação

Descumprimentos de normas, má conduta, casos de corrupção, lavagem de dinheiro e conflitos de interesse podem ser algumas das consequências nesses casos. E qual empresário deseja mais um risco em plena pandemia? Por isso, a adoção de alguns processos determinados pelos programas de integridade se faz necessário.

Eduardo Tardelli – 

A pandemia instaurou, há alguns meses, um novo comportamento na rotina das empresas e empreendedores. Com a maioria dos negócios funcionando de maneira remota e outros muitos lutando para se manterem saudáveis e em funcionamento, os sistemas corporativos de integridade podem ter ficado, infelizmente, em segundo plano, dando brechas para que empresas sejam expostas a altos riscos.

Descumprimentos de normas, má conduta, casos de corrupção, lavagem de dinheiro e conflitos de interesse podem ser algumas das consequências nesses casos. E qual empresário deseja mais um risco em plena pandemia? Por isso, a adoção de alguns processos determinados pelos programas de integridade se faz necessário.

Afinal, eles determinam ações e caminhos para prevenir, detectar e remediar atos lesivos previstos em lei, evitando fraudes, suborno ou comportamentos ilegais pela empresa ou seus colaboradores. Para garanti-lo, é importante que a empresa ofereça, de alguma maneira, um sentimento de mais segurança e estabilidade para os colaboradores, investidores e parceiros, ao mesmo tempo em que conserva a qualidade e efetividades das atividades mesmo que por home office.

Vale também padronizar procedimentos e, dessa forma, manter uma conduta ética e transparente por parte da equipe, evitando o descumprimento de normas e leis, que possam levar a multas. Para tanto, devem ser criadas cartilhas e programas de treinamento de compliance e ...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica