Publicado em 02 Mar 2021

Os riscos das sobretensões para os seres vivos e de danos em eletroeletrônicos

Redação

Os surtos elétricos são distúrbios na curva senoidal, resultando em rápidos e agudos aumentos de tensão. Ele pode ser originado por outros distúrbios elétricos como apagões ou no religamento após a interrupção do fornecimento de energia elétrica; chaveamentos ou o ligar e o desligar de máquinas elétricas; e descargas eletrostáticas ou o acúmulo de cargas elétricas e o seu descarregamento. Caso não haja proteção, o surto elétrico causa danos em equipamentos eletrônicos ou na rede elétrica, podendo inclusive causar acidentes caso haja um ser vivo próximo ou segurando um aparelho eletrônico no momento da sobretensão. A seleção da impedância de fonte do gerador depende do tipo de cabo/condutor/linha (fonte de alimentação de corrente alternada, fonte de alimentação de cc, interconexão, etc.); do comprimento das linhas/cabos; das condições internas e externas; e da aplicação da tensão de ensaio (linha a linha ou linha a terra). A impedância de 2 ohm representa a da rede de alimentação de baixa tensão. O gerador com impedância de saída efetiva de 2 ohm é usado. A impedância de 12 ohm (10 ohm + 2 ohm) representa a impedância da rede de alimentação de baixa tensão e a terra. O gerador com um resistor adicional de 10 ohm em série é usado. A impedância efetiva de 42 ohm (40 ohm + 2 ohm) representa a impedância da fonte entre todas as outras linhas e chão. O gerador com um resistor adicional de 40 ohm em série é usado. As portas cc que se destinam a serem conectadas a um conversor de energia de ca/cc (por exemplo, laptop com conexão de alimentação cc) não são consideradas portas de alimentação de energia de baixa tensão. Se a alimentação cc for feita por condutores incluídos em um cabo de sinal, estas conexões não são consideradas portas de alimentação de baixa tensão. Deve-se entender os requisitos de imunidade, os métodos de ensaio e os níveis de ensaio recomendados para equipamentos, com relação a surtos unidirecionais causados por sobretensões transitórias provenientes de manobras e descargas atmosféricas. Podem ser definidos vários níveis de ensaio, que se relacionam a diferentes condições de ambiente e instalação.

Da Redação – 

A sobretensão nada mais é do que um pulso ou uma onda de tensão que se sobrepõe à tensão nominal da rede. Ela pode danificar os equipamentos e produzir radiação eletromagnética. Além disso, a duração da sobretensão provoca um pico de energia nos circuitos elétricos, o qual pode destruir equipamentos e afetar seres vivos nas proximidades.

Existem quatro tipos de sobretensão. As sobretensões de manobra: sobretensões de alta frequência ou causadas por uma alteração no regime estabelecido de uma rede elétrica (durante a manobra de um equipamento). As sobretensões de frequência industrial são aquelas da mesma frequência da rede (50 Hz, 60 Hz ou 400 Hz) causadas por uma alteração permanente do estado da rede (segundo uma falha: falha de isolamento, falha de um condutor neutro, etc.). As sobretensões causadas por descarga eletrostática que são de duração muito curta (alguns nanossegundos) de frequências muito altas, causadas por descarga de cargas elétricas acumuladas (por exemplo, uma pessoa caminhando sobre um carpete com um sapato isolado está carregada eletricamente com uma tensão de diversos quilovolts). E as...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica