Publicado em 15 Jun 2021

A sorotipagem da Salmonella em alimentos para consumo humano e animal

Redação

A Salmonella aparece como o mais importante patógeno de origem alimentar em todo o mundo, amplamente distribuído na natureza. O reservatório de Salmonella não tifoide mais comum é o trato intestinal de uma ampla variedade de animais domésticos e selvagens e uma variedade de matrizes alimentares que podem servir como um veículo para a transmissão da Salmonella para humanos por contaminação fecal. A transferência ocorre frequentemente quando esses micro-organismos são introduzidos em áreas de preparação de alimentos, com subsequente proliferação em itens alimentares por meio de temperatura de armazenamento inadequada, cozimento inadequado e/ou contaminação cruzada, bem como através do contato direto com animais e humanos infectados. Os produtos de frangos crus são uma parte importante do comércio internacional de alimentos e os produtos avícolas são altamente relatados como uma fonte de contaminação em casos de salmonelose humana com implicações econômicas e para a saúde pública. Estima-se que a bactéria Salmonella causa cerca de 1,35 milhão de infecções, 26.500 hospitalizações e 420 mortes nos Estados Unidos a cada ano. A comida é a fonte da maioria dessas doenças, o custo anual associado à salmonelose nos Estados Unidos foi estimado em aproximadamente $ 14,6 bilhões e o custo econômico relacionado à saúde de cada doença transmitida por alimentos é de aproximadamente $ 2.000, levando em consideração os cálculos de qualidade de vida. A salmonelose permanece na União Europeia como a segunda infecção gastrointestinal mais comumente relatada em humanos e uma causa de doenças transmitidas por alimentos. A tendência de salmonelose em humanos nos estados membros se estabilizou nos últimos cinco anos, após um longo período de tendência de declínio. Enfim, a Salmonella é um micro-organismo que forma colônias típicas ou menos típicas em meio sólido seletivo e que apresenta as características descritas, quando os testes de confirmação são realizados em conformidade com as normas técnicas. A detecção de Salmonella, em uma determinada massa ou volume de produto ou superfície ou objeto (por exemplo, propé), se dá quando os ensaios são realizados em conformidade com a norma técnica.

Da Redação – 

A Salmonella pode contaminar aves e ovos, mas também penetra em muitos outros alimentos. As cepas confirmadas como Salmonella podem ainda ser tipificadas para o nível sorovar. A orientação para a sorotipagem é descrita na ISO/TR 6579-3. Se requerido, as cepas confirmadas podem ser enviadas para um centro de referência reconhecido para tipagem definitiva (sorotipagem, tipagem de fagos, tipagem molecular) de Salmonella. Se a cepa for enviada para um centro de referência, convém que seja acompanhada de todas as informações pertinentes, como os resultados da confirmação, a fonte a partir da qual a cepa foi isolada e se está relacionada a um isolado de um surto.

A Salmonella é uma bactéria que comumente causa doenças transmitidas por alimentos, às vezes chamadas de intoxicação alimentar. Estima-se que ela causa mais de 1 milhão de doenças transmitidas por alimentos todos os anos nos Estados Unidos. Durante os últimos anos, surtos da doença de Salmonella foram associados a pepinos contaminados, melão pré-cortado, frango, ovos, pistache, atum cru, couve e muitos outros alimentos.

Dessa forma, pode-se pegar u...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica