Publicado em 01 Jun 2021

A fabricação e o uso de calibradores para o controle da rosca métrica

Redação

Os tamanhos de rosca métricos são especificados de forma diferente dos tamanhos de rosca em polegadas. Os tamanhos em polegadas são especificados usando o diâmetro principal nominal e o número de roscas por polegada. Por exemplo, uma rosca 3/8-16 (grossa) tem um diâmetro principal nominal de 3/8 "e 16 roscas por polegada, enquanto uma rosca 3/8-24 (fina) tem o mesmo diâmetro principal nominal e 24 roscas por polegada. As chamadas rosca métrica são fundamentalmente diferentes porque o passo da rosca (distância entre cada rosca, em mm) é especificado em vez de roscas por polegada por mm. Por exemplo, uma rosca M10x1,5 (grossa) tem um passo de 1,5 mm, enquanto uma rosca M10x1,25 (fina) tem um passo de 1,25 mm. Para simplificar as chamadas rosca métrica a norma internacional ISO para roscas métricas elimina o chamado de passo em roscas grossas. Por exemplo, a rosca M10 significa automaticamente um passo grosso, enquanto qualquer chamado de passo adicionado, como M10x1,25, especifica um passo não grosso. Este método de designação tem o principal benefício de que os cidadãos comuns não precisam memorizar arremessos apenas para identificar um fio grosso. Pode-se dizer que a rosca é um conjunto de filetes em torno de uma superfície cilíndrica. Sua função é permitir o encaixe e o travamento de materiais através do movimento rotacional. As roscas podem ser internas ou externas. As roscas internas encontram-se no interior das porcas. As roscas externas se localizam no corpo dos parafusos. A roscas permitem, também, movimento de peças. O parafuso que movimenta a mandíbula móvel da morsa é um exemplo de movimento de peças. Existem diferentes tipos de roscas de parafusos, alguns indicados para o rosqueamento, travamento ou mesmo para movimentação como o exemplo da morsa. Dentre as principais aplicações de uma rosca de parafusos: fixação: como parafusos em madeira, parafusos para máquinas, porcas, etc.; conexão: ligando canos, mangueiras e outros elementos; movimentação: por meio da conversão da rotação em movimento linear; e torque: por meio da compressão de peças, como no caso de tornos. Os filetes das roscas apresentam vários perfis que são sempre uniformes, dão nome às roscas e condicionam sua aplicação. Deve-se entender os detalhes para fabricação e uso de calibradores para o controle da rosca métrica com perfil básico de acordo com a ISO 68.

Da Redação – 

As roscas triangulares são as mais comuns em parafusos, devido à sua usabilidade na fabricação de máquinas e outros equipamentos. São fabricadas de acordo com o sistema métrico (MA) e Whithworth (BSW). A rosca métrica é dimensionada por milímetros (mm), como, por exemplo, a rosca M10 significa que o diâmetro maior do parafuso é de 10 mm. Seus filetes possuem forma triangular com 60º de inclinação, crista plana e raiz arredondada.

Assim como a cabeça, fenda, pescoço e ponta, a rosca também faz parte da anatomia do parafuso. Ela pode ser definida como um conjunto de filetes que fica em torno de uma superfície cilíndrica e é encontrada no interior de porcas e peças ou no exterior do corpo de parafusos e peças.

De maneira geral, a rosca foi inventada para permitir a união de itens com a possibilidade de remontagem. Sendo assim, os fixadores roscados, que podem ser parafusos ou porcas, são elementos que permitem a montagem e desmontagem de peças. Em alguns casos, a rosca também é utilizada na regulagem e transmissão de movimentos.

Existem diversos tipos de roscas, que variam de acordo com seu diâmetr...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica