Publicado em 29 Jun 2021

O projeto das travessias rodoviárias em passagens em nível públicas

Redação

A passagem em nível (PN) é o cruzamento da via férrea com a via rodoviária no mesmo plano horizontal. Em resumo, as passagens de nível rodoviárias são os cruzamentos entre o modal rodoviário e o ferroviário, sendo pontos de alto risco de acidentes. As melhorias físicas devem ser feitas para proporcionar condições mais seguras nestes pontos e a escolha do tipo de melhoria a ser implementada em cada situação vai depender das condições de cada local, baseadas em vários parâmetros que influenciam na segurança de cada travessia. Estes cruzamentos oferecem alto risco e, embora a frequência de acidentes ferroviários seja inferior aos de acidentes de outros modais viários, o índice de gravidade é bem elevado. Nestes casos, os índices de perda de vidas, ferimentos e danos materiais são muito alarmantes, especialmente, devido à diferença entre os veículos envolvidos, ou seja, uma composição ferroviária e um veículo rodoviário. Um agravante aos riscos em cruzamentos é o fato de a composição ferroviária não poder parar imediatamente, necessitando de um longo trecho para vencer a inércia e reduzir a velocidade. As consequências destes acidentes são abalroamentos com danos materiais e/ou ferimentos e/ou mortes de pessoas, assim como podem ocorrer atropelamentos com ferimentos e/ou mortes. Esta situação acarreta o sofrimento de pessoas, o aumento de encargos para a sociedade, o desgaste da imagem da empresa perante a sociedade e prejuízos com o pagamento de indenizações às vítimas ou a seus familiares. Muitos fatores podem contribuir para ocorrências de acidentes em passagens de nível, fatores físicos, relacionados à área do cruzamento, fatores operacionais do tráfego rodoviário e ferroviário, e fatores comportamentais, relacionados à maneira que motoristas e pedestres reagem às condições encontradas. Em relação a fatores comportamentais, envolvendo motoristas e pedestres, são necessárias medidas de médio e longo prazo visando conscientização dos mesmos quanto aos riscos envolvidos em travessias rodoferroviárias. Porém, melhorias físicas devem ser feitas para proporcionar condições mais seguras nas passagens de nível. A escolha do tipo de melhoria a ser implementada em cada situação vai depender das condições de cada local, baseadas em vários parâmetros que influenciam na segurança de cada travessia. Torna-se necessário então, identificar os parâmetros que influem na criticidade dos cruzamentos e adotar critérios para avaliação dos mesmos. Assim, será possível classificar as passagens de nível em função de um índice de criticidade e priorizar as intervenções e as adequações de sinalização. Por isso deve-se entender a concessão e o projeto das travessias rodoviárias em passagens em nível públicas.

Da Redação – 

Pode-se ressaltar que as características físicas da área onde a passagem de nível se encontra, se em zona rural ou urbana, assim como aspectos operacionais do tráfego ferroviário e rodoviário existentes no local, influenciam na ocorrência de situações de riscos e, consequentemente, de possíveis acidentes. Existem vários tipos de proteção a serem utilizadas em cruzamentos rodoferroviários e para defini-los é importante identificar os fatores que podem trazer riscos às passagens de nível.

Estes fatores são utilizados para análise, avaliação e definição do tipo de proteção adequada para minimizar este risco, fazendo o correto gerenciamento das passagens de nível, estabelecendo níveis de segurança adequados. Dessa forma, a busca de uma maior segurança em ferrovias está relacionada com a melhoria das condições físicas e operacionais das passagens de nível rodoviárias.

As condições operacionais compreendem o cruzamento de dois importantes modais de transporte, o rodoviário e o ferroviário, e representam, por diferentes fatores, pontos com grandes riscos de acidentes, dependendo do volume de movimentação em ...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica